O recém-lançado Aventador e o exclusivíssimo Sesto Elemento, até ontem, eram os modelos mais caros da Lamborghini. Eram, porque uma miniatura do Aventador irá a leilão, em dezembro, por US$ 4,8 milhões (cerca de R$ 8,25 milhões). O preço do esportivo de verdade é de US$ 379.000, 12 vezes menos que o da miniatura. 

O criador da obra, Robert Gulpen, ex-engenheiro da Mercedes, justifica o preço exorbitante por ter usado materiais nobres na construção da miniatura, de escala 1:18. Gulpen usou um fio de ouro maciço ao redor do corpo do modelo, que inclusive é feito em fibra de carbono. As rodas e o interior são feitos igualmente em ouro maciço e platina. O logo da marca também leva ouro e platina, além de algumas pedras preciosas. Já os vidros da miniatura são à prova de balas.

Ao todo, Gulpen diz ter gastado cerca de US$ 2,8 milhões em materiais, enquanto o restante é por conta de seu trabalho – que lhe custou 500 horas.  O artista promete que um quarto do arrecadado vai para caridade.

Rodrigo Mora

|