A marca Chevrolet acaba de alcançar um feito relevante no mercado brasileiro: atingiu a marca de 750 mil picapes compactas produzidas em nosso país considerando todos os modelos que já ofereceu nesse segmento.

A trajetória da marca dentro da categoria por aqui começa com a Chevy 500, comercializada entre 1983 e 1995. Em seguida a marca contou como representante no segmento a Corsa Pick-Up, de 1995 a 2003. Logo depois a primeira geração da Montana entra em cena, permanecendo em linha de 2003 a 2010. A atual segunda geração da Montana chega ao mercado em outubro de 2010 como um projeto baseado no já extinto Agile.

De acordo com a fabricante, existe um perfil bem claro para o consumidor das picapes compactas hoje em dia, veículo que é bem versátil e pode ser utilizado tanto em atividades comerciais como de lazer. “No caso da Montana, os maiores clientes são pequenos comerciantes (45%) e prestadores de serviços (25%) que necessitam transportar cargas leves em perímetro urbano com agilidade e baixo custo”, explica Marcelo Tezoto, diretor de vendas diretas da GM, em comunicado da marca.

Sem grandes mudanças, a Chevrolet Montana 2020 já está nas concessionárias e conta com configuração mecânica única, composta pelo motor 1.4 flex de até 99 cv com etanol e câmbio manual de 5 marchas.

Com foco no custo-benefício, a Montana 2020 parte de R$ 54.290 na versão de entrada LS, que traz apenas a direção hidráulica como o item de série relevante. Para quem deseja um configuração mais completa, voltada para o uso cotidiano e atividades de lazer, existe como opção a configuração Sport, que acrescenta ar-condicionado, rodas de liga leve aro 16”, trio elétrico, computador de bordo, controlador de velocidade de cruzeiro, computador de bordo, rádio, entre outros. A Montana Sport 2020 é tabelada em R$ 65.090 e também traz a capota marítima de série, um equipamento importante em qualquer picape para manter as cargas mais protegidas na caçamba.

Com um projeto interessante, a Montana se destaca pela cabine com um espaço ligeiramente maior em relação ao que encontramos em uma picape compacta cabine simples, o que permite acomodar objetos menores dentro do veículo. A capacidade de carga da picape é de 756 kg, a maior do segmento, ou 1.152 litros em volume.

Apenas como comparação, a líder em vendas do segmento, a Fiat Strada, parte de R$ 51.990 com motorização 1.4 flex de até 88 cv com etanol. A picape não oferece direção hidráulica de série, o que exige um investimento de R$ 5.180 para adquirir o recurso como um acessório. A caçamba da Strada cabine simples acomoda até 1.220 litros em volume ou 705 kg, porém o habitáculo do modelo não oferece nenhum espaço adicional para pequenas bagagens como a Montana, ficando restrito aos dois passageiros.

Em um segmento escasso em termos de representantes, a Chevrolet Montana é a terceira picape mais vendida dentro da categoria logo atrás da Volkswagen Saveiro e da líder Fiat Strada. 

 

 

Chevrolet Montana 2020
Chevrolet Montana 2020
Imagem: Divulgação

 

 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/