Motores V8 da Toyota podem morrer em três anos

Uma das poucas montadoras nos EUA a oferecer motores V8 aspirados, marca usará V6 turbo no lugar
Toyota Tundra 2020

Toyota Tundra 2020 | Imagem: Divulgação

Mesmo no mercado norte-americano, ainda sedento por grandes motores V8, são poucas as montadoras que os fabricam em larga escala sem nenhum tipo de sobrealimentação ou auxílio elétrico. E a Toyota, por meio de sua fábrica em Huntsville, Alabama (EUA), era uma delas. Por lá esses propulsores são destinados aos modelos de grande porte, como a picape Tundra, o SUV Sequoia e o Land Cruiser.

Apesar de o V8 aspirado da Toyota, da família UR, ser usado até nos modelos topo de linha da Lexus, divisão de luxo da Toyota, a marca japonesa pode estar prestes a pôr um fim em seu tradicional propulsor. Fontes ligadas à empresa afirmaram ao site The Drive que a Toyota deve descontinuar esse motor em três anos no máximo. O motivo seriam as regras de emissões de poluentes cada vez mais restritivas.

O substituto na maioria dos modelos hoje atendidos pelo V8 deve ser um novo motor turbo V6 da família GR, de acordo com fontes ligadas aos processos produtivos da Toyota nos EUA. Alguns teriam afirmado à publicação ainda que viram pessoalmente um protótipo desse novo V6 3.5 biturbo que supostamente é destinado às próximas gerações de Tundra, Sequoia e Land Cruiser.

A unidade produtiva da Toyota no Alabama é uma de apenas duas fábricas no mundo que constroem os V8 da empresa. A outra é a fábrica de Tahara (JAP), que também produz os modelos Land Cruiser e da Lexus, focando nos produtos de alto valor agregado. Esta fábrica no Japão deve parar antes da unidade nos EUA, devendo encerrar a produção de motores V8 nos próximos 12 a 18 meses.

Toyota Land Cruiser 2020
Toyota Land Cruiser 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!