Mulher dirige 300 km enquanto dormia

Sonambula realiza viagem na Nova Zelândia inconsciente e ainda manda mensagens pelo celular

Sono causa acidentes | Imagem: Divulgação

Imagine tirar uma soneca dentro do carro enquanto seu veículo percorre longas distâncias. Com cada vez menos tempo livre, seria um verdadeiro sonho poder dormir enquanto se está indo ao trabalho, escola, academia... Mais próximo da realidade estão os novos veículos com direção autônoma, hoje testados por empresas como Google, Volvo, Audi, entre outras.
 
Na contramão da viagem de carro segura e sem motorista, uma neozelandesa com distúrbios do sono realizou um feito curioso: um percurso de 300 quilômetros que foram percorridos justamente enquanto ela dormia. Ainda foram digitadas e enviadas mensagens de celular neste meio tempo. O estranho acontecimento aconteceu na Nova Zelândia e foi relatado pelo jornal The New Zealand Herald.

Amigos da sonambula relatam que a mulher, que não teve seu nome divulgado, ingeriu pílulas para dormir e depois saiu de sua casa ao volante de seu carro. Eles ainda disseram que acreditavam que ela estava meio acordada, afinal enviava as mensagens de texto de celular de tempos em tempos. Após a polícia rastrear seu aparelho de telefonia móvel, foi constatado que a infratora estava estacionada em frente a sua antiga casa, a cerca de 300 km de sua residência atual, ponto inicial da jornada. Ao acordar, ela não se lembrava de nada.

Veja também: Até um espirro pode ser fatal ao volante
 
O caso, que poderia facilmente terminar em tragédia, levantou uma discussão sobre direção com ingestão de medicamentos. Muitos destes não vêm com informações claras o suficiente sobre a combinação com estradas e tais restrições são sistematicamente ignoradas pelos pacientes. Resta a todos o bom senso de não praticar tamanha irresponsabilidade. Seria adequado também o governo oferecer mais informações a respeito dos medicamentos em relação à direção e aperfeiçoar a fiscalização nas estradas.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!