Nissan dá adeus a seus patinhos feios

Montadora japonesa prepara funeral de seus modelos mais arrojados, o Murano CrossCabriolet e do Cube

Nissan Murano CrossCabriolet | Imagem: Nissan

A Nissan está preparando o funeral de dois de seus modelos mais, digamos, "arrojados", o Murano CrossCabriolet e o Cube.

De visual controverso, os modelos não devem deixar saudade. Quando chegou ao mercado norte-americano, em 2011, o Murano CrossCabriolet gerou muita falação, incluindo descrições escabrosas da mídia especializada fazendo referência ao seu visual. A fórmula de crossover conversível aliada a um preço alto - cerca de U$ 13 mil a mais do que a versão convencional – não agradou. Na apresentação da terceira geração do Murano, que aconteceu recentemente, a montadora deu a entender que uma versão conversível não está nos planos desta vez.

Já o Cube tem alguns atributos a seu favor. Embora a aparência assimétrica seja bem incomum, o modelo é muito econômico e tem apresentado boas vendas no Japão desde que foi lançado, em 1998. No entanto, desde 2009, quando passou a ser vendido nos EUA, teve que enfrentar a rejeição dos americanos.

Veja mais: Os carros mais assombrosos do mundo

No primeiro semestre de 2014, a Nissan vendeu apenas 2.294 do modelo, o que já representa 31% a menos que o mesmo período de 2014. Embora a montadora não tenha decretado seu fim ainda, é certo que ele sairá de circulação no mercado norte-americano. No Japão, por enquanto, as vendas do Cube continuam.  

Assine a newsletter semanal do AUTOO!