Nissan Livina deve sair de linha neste ano

Com sete anos de mercado, modelo deverá ser descontinuada por conta das baixas vendas

Nissan Livina | Imagem: Divulgação

Com baixas vendas há meses, a Livina se tornou um mero coadjuvante na linha da Nissan no mercado brasileiro. No primeiro semestre deste ano, a minivan da marca japonesa conseguiu emplacar apenas 3.513 exemplares (número que já inclui as vendas do modelo de sete lugares), enquanto sua principal concorrente, a Chevrolet Spin, registrou 16.823 unidades. E por conta disso, a marca japonesa já se prepara para descontinuar o modelo por aqui.

A Nissan Livina, vendida no Brasil desde 2007, deve ser sair de linha até o final deste ano. De acordo com o site Automotive Business, os fornecedores da marca entregarão componentes para o modelo até novembro. Pelo menos no momento, a Nissan não tem planos de introduzir uma nova minivan.

Avaliação: New March aposta no bom custo/benefício

O espaço na linha de produção da fábrica de São José dos Pinhais (PR), onde também são montados os modelos da parceira Renault, deverá ser tomado pelos compactos Logan e Sandero, além da nova geração da picape Frontier, prevista para 2016. A Nissan pretende concentrar seus esforços na unidade fabril de Resende (RJ), responsável pela produção do New March e do Versa a partir de meados de setembro.

Para 2015, o plano da marca é iniciar a fabricação de um crossover de porte compacto montado a partir da mesma plataforma do March e Versa. O novo modelo deverá ser inspirado no conceito Extrem, apresentado pela Nissan na última edição do Salão do Automóvel de São Paulo. Por conta disso, é de se esperar que a Livina realmente não terá uma substituta para a categoria das minivans, já que os utilitários-esportivos estão à tona tanto no Brasil como no restante do mundo.

O Note, lançado recentemente nos Estados Unidos, teve sua importação do México especulada por aqui, mas ainda não há nada oficial por parte do fabricante.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!