Cotado para o Brasil, Nissan Magnite já roda sem disfarces

Pequeno SUV da marca japonesa já roda em testes na Índia e começa a perder as camuflagens, revelando o produto final
Nissan Magnite de produção foi flagrado na Índia

Nissan Magnite de produção foi flagrado na Índia | Imagem: Reprodução MotorBeam

O Nissan Magnite deverá ser o primeiro SUV subcompacto da marca nipônica a ser lançado com até 4 metros de comprimento. A medida é importante para que o modelo pague menos impostos na Índia. O protótipo do carro já foi revelado pela empresa, mas ainda faltavam imagens da versão de produção da novidade, que deve ser lançada naquele mercado no início do ano que vem.

Enquanto o produto final ainda rodava em testes com pesadas camuflagens, o site MotorBeam publicou em suas redes sociais uma foto mostrando um Nissan Magnite de produção durante um abastecimento na Índia, praticamente sem disfarces. A foto mostra o carro de traseira, revelando pouco das laterais e da frente do pequeno SUV. Naquele mercado ele será rival de modelos como o Hyundai Venue, veículo posicionado abaixo do Creta em termos de porte. 

Saiba mais: Nissan March pode ganhar sobrevida com visual do Kicks

Na imagem do flagrante é possível observar que o Nissan Magnite vai manter alguns elementos do conceito, como as lanternas afiladas e divididas pela tampa do porta-malas, além da placa posicionada no para-choque. O nome do carro vem escrito em letras grandes na tampa com efeito tridimensional. Além disso, o carro manterá os apliques plásticos nas caixas de rodas para aumentar a impressão de largura, assim como a opção de teto pintado de cor contrastante.

Detalhe do Nissan Magnite ainda como um conceito
Detalhe do Nissan Magnite ainda como um conceito
Imagem: Divulgação

Mesmo mostrando apenas a traseira, já se viu que a Nissan deverá manter muito do conceito para a versão de produção do Magnite. Então, para a dianteira, são esperados itens como grade octagonal com aletas circundando a peça, faróis afilados e luzes diurnas de LED em formato de L. Para a cabine, o protótipo exibia um painel formado por várias camadas de texturas e podendo trazer uma tela de até 8 polegadas para a central multimídia, instalada em posição destacada.

O Nissan Magnite deverá utilizar a plataforma CMF-A+ da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Variante alongada da plataforma do Kwid, já é utilizada na minivan Renault Triber e futuramente no SUV Renault Kiger. Assim, espera-se que o novo utilitário esportivo da Nissan faça uso do motor 1.0 do Kwid, seja com aspiração natural ou turbo, entregando respectivamente 72 cv ou 95 cv de potência. O câmbio de série deve ser manual ou automatizado, ambos de cinco marchas. 

Como já abordamos aqui no Autoo, o Nissan Magnite é um forte candidato a ocupar o lugar do March na fábrica da marca em Resende (RJ). O hatch teve a sua fabricação local descontinuada neste semestre. 

Imagem antecipando o painel e mais detalhes da parte interna do Nissan Magnite
Imagem antecipando o painel e mais detalhes da parte interna do Nissan Magnite
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!