Enquanto aqui no Brasil o Toyota Yaris é um modelo recente, lançado em junho de 2018, e já conta com uma boa aceitação no mercado, mostrando-se uma opção mais adequada ao gosto do brasileiro em relação à gama Etios, nos mercados da Europa e Ásia já começam a circular rumores sobre o que podemos esperar da nova geração do modelo.

Vale a pena destacar que o Yaris atua em várias "frentes" ao redor do mundo. Enquanto Europa e Ásia contam com variantes específicas do modelo, nos EUA ele é baseado no compacto Mazda2, portanto um modelo completamente diferente apesar de usar o mesmo nome.
Pensado para atuar no mercado no mesmo segmento de Volkswagen Polo ou Ford Fiesta na Europa, modelos que chamamos de "compactos premium" aqui no Brasil, é esperado que o Yaris se destaque em atributos como bom comportamento dinâmico, acabamento, entre outros atributos vinculados ao caráter emocional em um automóvel. Pensando nisso, é esperado que a Toyota passe a adotar para a nova geração do Yaris a arquitetura TNGA, a mesma que sustenta projetos como o do novo Corolla e da geração atual do Prius.

Algumas unidades da nova geração do Yaris já foram flagradas em testes na Europa e, pelo menos até onde se pode inferir olhando os modelos camuflados, o modelo ganhará proporções mais fluidas. Começando pelos faróis, que deverão utilizar iluminção por LED, podem receber desenho mais esguio. As portas traseiras ficaram menores, dando um aspecto mais robusto para a parte da frente do carro. Já na parte de trás os elementos de veículos esportivos também estão presentes, com difusor no para-choques. A janela traseira também é maior quando comparada à do modelo atual.

Previsto para ser apresentado ainda neste ano durante o Salão de Tóquio, bem como também fazer sua estreia junto ao público europeu durante o Salão de Genebra, em março de 2020, o novo Yaris também deverá contar com ótimas novidades sob o capô. É esperada, por exemplo, uma variante híbrida para o novo Yaris, que deverá contar com motor 1.2 ou 1.8 a combustão. Entre as opções convencionais, o motor 1.2 turbo poderá conferir ao hatch o nível de eficiência que se espera de um carro moderno. Uma variante esportiva com a grife GR Sport também pode figurar nos planos.

Assim como seus concorrentes diretos vão evoluir em conectividade e nível de segurança, é esperado que o novo Yaris também receba o pacote Toyota Safety Sense. O conjunto contempla recursos como alerta de colisão com frenagem automática, piloto automático adaptativo, farol alto com comutação automática, entre outros recursos.

Enquanto isso, aqui no Brasil o Yaris produzido em Sorocaba (SP) é oferecido com motores 1.3 e 1.5, ambos flex e com quatro cilindros. Por contar com apenas um ano de mercado, alterações no Yaris nacional devem demorar para ocorrer uma vez que ele vai adotar um ciclo próprio para nosso mercado. De qualquer forma, é bom ficarmos de olho em tudo o que ocorre lá fora uma vez que tudo isso poderá influenciar o modelo por aqui também no longo prazo.

Nova geração do Toyota Yaris em teste na Europa
Nova geração do Toyota Yaris em teste na Europa
Imagem: Carscoops

Redação

Autoo

Redação |