Novas projeções: como será o facelift do Peugeot 208

Hatch compacto tem facelift previsto para 2023 na Europa
Projeção de Kleber Silva para o facelift da atual geração do Peugeot 208

Projeção de Kleber Silva para o facelift da atual geração do Peugeot 208 | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Como já abordamos aqui no AUTOO, o Peugeot 208 deverá estrear em 2023 o facelift de sua presente geração.

A novidade deverá estrear na Europa, onde o hatch já circula desde 2019. Aqui no Brasil, o Peugeot 208 completamente renovado foi lançado em 2020 e chega ao nosso mercado importado da Argentina.

Com as estreias de produtos recentes da marca, como a nova geração do 308, acompanhada das atualizações de meio-ciclo de produtos como o 3008 e o 5008, o designer Kleber Silva seguiu as referências para produzir algumas ilustrações mais aprimoradas sobre o que podemos esperar para o facelift do Peugeot 208.

As principais evoluções deverão ocorrer na dianteira, com novos faróis, para-choque e grade frontal bem mais destacada.

Por dentro, é esperado que o novo Peugeot 208 passe a contar com uma central multimídia com uma tela maior, talvez compartilhada com o primo de médio porte 308, além de oferecer mais serviços conectados. 

Aqui no Brasil, a Peugeot já confirmou que o novo 3008 contará com a plataforma Cart apresentada pela Fiat na gama Toro 2022. 

Eletrificação ganha destaque

Já com um pacote robusto de assistentes de condução em seu catálogo topo de linha, o Peugeot 208 pode receber ainda mais tecnologia embarcada em algumas versões. 

Para a Europa, a Peugeot deverá realizar um forte trabalho na eletrificação do conjunto mecânico para o seu rival de VW Polo, Toyota Yaris, entre outros.  

As versões europeias baseadas no motor 1.2 PureTech, sejam elas manuais ou automáticas, ganharão tecnologia híbrida-leve.

No caso dos catálogos que dispensam o pedal da embreagem, a Peugeot, ao que tudo indica, vai trazer ao hatch uma nova transmissão da Punch, chamada e-DCT, que integra um motor elétrico no conjunto de dupla embreagem. 

Quando chegará ao Brasil?

Enquanto a eletrificação do Peugeot 208 produzido na Argentina ainda parece algo distante, sobretudo por conta da questão financeira uma vez que o impacto no preço final do hatch seria algo considerável, o que especula-se nos bastidores é que a marca francesa poderá se beneficiar dos motores GSE que a Stellantis produz em Betim (MG). 

Um forte candidato para figurar abaixo do capô do Peugeot 208 argentino é o 1.0 com turbo e injeção direta, que será lançado no Fiat Pulse ao longo do segundo semestre deste ano. 

A adaptação de um novo propulsor a um carro já em linha é algo que requer tempo, contudo, considerando que a atualização do Peugeot 208 em nossa região deverá ser lançada apenas em 2024, portanto um ano depois da estreia no Velho Continente, o time de engenharia da Stellantis no Brasil já teria tempo suficiente para preparar a novidade. 

Apesar do estilo moderno e arrojado, aliado ao bom acabamento, as vendas do Peugeot 208 ainda não decolaram em nosso país. 

De janeiro a maio deste ano, o hatch foi a escolha de 4.316 consumidores, volume bem distante dos líderes Chevrolet Onix (38.981), Hyundai HB20 (37.804) e Fiat Argo (32.549).

Projeção de Kleber Silva para o facelift da atual geração do Peugeot 208
Projeção de Kleber Silva para o facelift da atual geração do Peugeot 208
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG