O aventureiro e o esportivo: o que esperar das possíveis variantes baseadas no novo Onix

Chevrolet deverá manter presença em nichos disputados dos hatches compactos
Projeção de Kleber Silva para o futuro Onix RS

Projeção de Kleber Silva para o futuro Onix RS | Imagem: Kleber Silva

Ainda precisamos esperar o lançamento oficial da segunda geração do Chevrolet Onix, que chegará ao mercado pouco depois do sedan Onix Plus, para apurar mais detalhes com a fabricante, mas é quase certo que a GM não dará as costas para dois importantes nichos de mercado quando falamos de hatches compactos: derivações de apelo esportivo e aventureiro baseados no modelo.

Apesar de poucas informações nos bastidores, a GM dificilmente não terá um sucessor para o Onix Activ, versão de relativo sucesso baseada no hatch compacto. Uma alternativa bem mais barata aos SUVs, mas entregando de certa forma o mesmo apelo mais robusto e uma altura em relação ao solo maior (em alguns modelos), a receita dos modelos “off-road light” faz muito sucesso aqui no Brasil. A própria Hyundai já fez questão de apresentar o novo HB20X em conjunto com os também renovados HB20S e HB20, mostrando que não tem planos de sair do segmento.

O designer Kleber Silva preparou uma ilustração já baseada na nova geração do Chevrolet sobre o que podemos esperar para uma eventual versão Activ (talvez a GM possa adotar outro nome) agora para a segunda geração do hatch. Como deverá ocorrer no modelo definitivo, os traços gerais do modelo permanecem, sendo que a carroceria ganha alguns adereços plásticos para transmitir uma imagem mais robusta. Talvez o interior ganhe elementos exclusivos, bem como a suspensão pode ter o conjunto de molas e amortecedores ligeiramente revisto para se obter uma altura em relação ao solo um pouco maior em relação ao Onix.

Outra adição para a gama Onix pode ser uma inédita variante RS de apelo esportivo, que não vai demorar muito para estrear. Assim como no caso do Onix aventureiro, a opção “esportivada” deverá preservar o motor 1.0 turbo das versões topo de linha acrescentando visual com elementos mais arrojados para a carroceria, como rodas exclusivas, detalhes aerodinâmicos, entre outros.

É esperado que a nova geração do Chevrolet Tracker ofereça aqui no Brasil a opção do motor 1.2 turbo. Com isso, quem sabe a fabricante possa até cogitar esse propulsor sob o capô do futuro Onix RS, o que, de fato, daria um fôlego bem maior ao modelo nas acelerações e retomadas. Seria uma ideia caso a Chevrolet tenha a intenção de colocar no mercado um concorrente direto para o futuro VW Polo GTS, que estreia no começo de 2020 com o 1.4 TSI entregando 150 cv de potência.

É fato que, ao antecipar a lista de preços do novo Onix 2020, a GM terá como foco principal a questão de realçar o custo-benefício do hatch frente aos demais competidores. Se saírem do papel ostentando a mesma estratégia, os eventuais Onix aventureiro e esportivo deverão consolidar ainda mais a boa percepção que o hatch está obtendo antes do lançamento.

Projeção de Kleber Silva sobre a versão aventureira baseada na nova geração do Chevrolet Onix
Projeção de Kleber Silva sobre a versão aventureira baseada na nova geração do Chevrolet Onix
Imagem: Kleber Silva

Assine a newsletter semanal do AUTOO!