A edição 53 do Superbowl, assim como em todos os anos, apresentou os melhores e piores - mas sem dúvida os mais caros - comerciais durante os intervalos da partida. A final determinou o campeão da temporada de 2018 e teve como vencedor o New England Patriots, que ganhou do Los Angeles Rams por 13 a 3. De acordo com o site CNBC, cada anunciante investiu 5,25 milhões de dólares (quase R$ 20 milhões) por 30 segundos. E sabe quais marcas de carro encararam esse montante? Audi, Mercedes, Hyundai, Kia e Toyota. Confira abaixo os comerciais das montadoras:

Audi

O comercial da Audi para a 53ª edição do Super Bowl foi considerada "chata" pelo site Billboard e nem foi relacionada entre os melhores comerciais pelo site do jornal The New York Times. Confira abaixo como a propaganda poderia ser mais bem elaborada. Ao menos a montadora lançou uma meta: 1/3 dos seus carros comercializados serão elétricos até 2025.

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz apresentou uma produção menos enfadonha, na qual mostra como o comando de voz do novo Classe A pode ser eficiente em diferentes situações. O rapper Ludacris aparece em duas produções da marca alemã: na primeira ele faz parte de um musical e em outro, poucos dias antes da grande final, na entrega de dois convites para estudantes de uma escola de ensino fundamental. Veja:

 

Toyota

A grande estrela do comercial da Toyota foi a atleta Toni Harris, jogadora de futebol americano. No vídeo, o narrador fala sobre o que diziam sobre ela antes do estrelato: "era muito pequena, muito lenta, fraca, que nunca chegaria no próximo nível, nunca inspiraria gerações futuras nem se tornaria uma estrela de futebol americano." Mas a atleta reage: "nunca fui fã de suposições." Tudo isso acontece enquanto imagens da jogadora em ação são acompanhadas de tomadas do novo RAV4. Podemos dizer que é inspirador: 


Hyundai

A marca coreana contratou o ator Jason Bateman e o vestiu de ascensorista para mostrar as facilidades e segurança no momento de comprar um novo carro com a Hyundai Shopper Assurance, "com preços transparentes, possibilidade de devolver o carro após três dias e test drives", segundo o comercial. 

Kia

Já a Kia quis enaltecer os "desconhecidos" em seu comercial, sem mostrar um modelo específico. "Milhões serão pagos para estrelas, como em todos os anos, para pessoas famosas. Mas e se fosse diferente? E se esse dinheiro fosse dirigido para ajudar pessoas?", finaliza o comercial da Kia. Confira:

Vinicius Montoia

|