abordamos em outra reportagem aqui no Autoo as novidades que podemos esperar para este ano, um ano que promete trazer evoluções consideráveis nos segmentos de hatches e SUVs.

Ao longo de 2018 algumas estreias se saíram muito bem desde o lançamento no mercado, colecionando uma série de bons números de vendas assim que colocaram suas rodas nas concessionárias.

Quem se deu muito bem foi a Volkswagen, por exemplo. Mesmo sem contar com versões “populares” de motorização 1.0 l, o Virtus, sedã derivado do Polo, provou que a marca soube realizar uma impecável leitura do mercado e entregou um três volumes com as características que o público brasileiro desejava encontrar.

Com entre-eixos bem maior em relação ao Polo e uma cabine espaçosa para 5 passageiros, o Virtus também entrega um design caprichado e um bom porta-malas com capacidade para 521 litros de bagagem. A seu favor também reside o conjunto mecânico, com destaque para o motor 1.0 TSI presente nas versões mais caras, que entrega alto nível de eficiência como pode ser comprovado pelo bom desempenho do Virtus aliado ao baixo consumo de combustível. Graças ao bom pacote, o Volkswagem Virtus encerrou 2018 em um honroso 20º lugar no ranking de vendas geral do Autoo, somando 41.640 emplacamentos.

Outro lançamento da Volkswagen que repercutiu muito positivamente no mercado brasileiro foi o Tiguan Allspace. A marca optou por importar do México ao Brasil apenas a opção mais versátil do SUV médio, com carroceria alongada e espaço para 7 passageiros nas versões Comfortline e R-Line. A estratégia deu certo e o Tiguan Allspace obteve um pico de vendas de 1.033 unidades em outubro do ano passado. Como chegou ao mercado entre maio e junho de 2018, o volume anual não foi tão grande assim, mas certamente a Volkswagen tem muito o que comemorar com os 5.299 emplacamentos do Tiguan Allspace ao longo de 2018.

Tudo bem que não se trata de uma nova geração ou algo muito profundo, mas o principal lançamento da Chevrolet em 2018 foi o facelift para a minivan Spin e a mexida no modelo foi muito bem-sucedida. Em novembro do ano passado, a minivan obteve seu melhor resultado em vendas desde outubro de 2013 ao somar 4.179 unidades emplacadas. A melhora, certamente, foi um impacto direto da atualização visual que a Spin recebeu em 2018, a qual conferiu à minivan um aspecto muito melhor em termos visuais e também trouxe melhorias na praticidade ao ganhar recursos como a segunda fileira de assentos ajustável longitudinalmente.

Na mesma linha do Chevrolet Spin, outro modelo que não passou por um salto de geração, mas beneficiou-se de uma ótima investida da marca em 2018 foi a gama Ford Ka. Essa melhora ocorreu sobretudo graças à chegada do câmbio automático ao modelo, que atua em conjunto com o também recente propulsor 1.5 de 3 cilindros, e à introdução da versão de apelo aventureiro FreeStyle para a carroceria hatchback.

A prova da importância do câmbio automático é que as vendas do Ka Sedan deram um salto de 40% em 2018 na comparação com o ano anterior, o que resultou em mais de 39.000 emplacamentos para a configuração, passando o Ka Sedan do quinto para o terceiro lugar no segmento de sedãs compactos com 10,1% de participação. O Ka hatch somou 103.291 unidades, que corresponde a um crescimento de 9,1% sobre 2017, enquanto o segmento avançou 8,1% no período. Com isso, o modelo, que é o segundo carro mais vendido do Brasil logo atrás do Chevrolet Onix, elevou sua participação para 12,2% na categoria.

Ainda falando sobre hatches e sedãs compactos, um lançamento que mostrou-se vitorioso no Brasil em 2018 foi o Toyota Yaris. Com um visual e acabamento mais trabalhados em relação ao Etios, o Yaris confirma que é um modelo bem mais adequado ao nosso mercado, prova disso é que já emplaca bem mais do que a dupla Etios e Etios Sedã. Em dezembro de 2018, por exemplo, o Yaris foi a escolha de 2.810 consumidores, enquanto o Etios foi o modelo escolhido por 1.449 pessoas no mesmo período.

Assim como o Volkswagen Virtus, outro sedan compacto que também foi lançado no começo de 2018 e chegou bem ao mercado foi o Fiat Cronos. Compartilhando as credenciais do Argo, como o comportamento dinâmico bem acertado e o bom nível de acabamento, o Cronos também em seu forte as versões mais acessíveis com motorização 1.3. Em agosto de 2018, seu melhor mês em vendas até o momento, o Fiat foi a escolha de 4.026 consumidores no país.

Primeiro fruto da CAOA Chery, o Tiggo 2 ajudou a nova fabricante nacional a crescer consideravelmente em vendas, sendo que a estreia de sua opção automática, também no ano passado, colaborou para que o Tiggo 2 encerrasse 2018 com 5.198 emplacamentos, um resultado animador para a marca que vai colher ainda mais frutos em 2019 com a chegada efetiva ao mercado dos modelos Arrizo 5, Tiggo 5x, Tiggo 7 e, até o fim de 2019, do Tiggo 8, este um SUV grande com capacidade para 7 pessoas.

No patamar premium, vale a pena destacar a ótima aceitação do Volvo XC40 no mercado brasileiro. Lançado no primeiro semestre de 2018 por aqui, o modelo contou com picos de 461 emplacamentos no ano passado e mostra que tem muito fôlego dentro da categoria. 

Por fim, outro lançamento que agitou 2018 foi o Citroën C4 Cactus, uma grande aposta da marca francesa para dobrar seu volume de vendas por aqui ainda neste ano. Apostando no charme do design francês e no bom desempenho das versões com motorização 1.6 THP (turbo com injeção direta), o C4 Cactus emplacou 1.151 unidades em dezembro passado, volume dentro da expectativa da marca. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/