Palio se aproxima do Gol e pode terminar ano em 1º

Diferença entre os dois carros mais vendidos do Brasil caiu para apenas 5,4 mil unidades

Palio e Gol: liderança do VW está ameaçada | Imagem: Divulgação

Uma eleição está em jogo em 2014 e não é política. Mas envolve dois competidores conhecidos do público, o Gol e o Palio. Os dois hatches compactos são os veículos mais vendidos do Brasil este ano, apesar de terem perdido terreno para modelos mais novos nos últimos tempos.

A novidade é que, pela primeira vez em décadas, existe a chance real de mudança no cenário. O Gol é líder em vendas no país desde 1987, posto que nunca foi sequer ameaçado durante esses quase 30 anos. Mas a situação mudou em 2014, como AUTOO já mostrou há alguns meses.

O efeito da exigência do airbag e ABS foi cruel para o carro da Volkswagen, assim como para o Uno, da Fiat. Sem suas versões antigas, esses dois carros perderam parte importante do seu público. Melhor para o Palio que, menos antigo, pôde receber os dois itens de série e seguir no mercado.

Mesmo assim, pouca gente poderia apostar que o Gol perderia o posto de mais vendido ao menos neste ano. A diferença entre os dois era grande, de mais de 11 mil carros em maio. No entanto, a maré parece favorecer o Fiat: em setembro, o Palio vendeu nada menos que 3,3 mil carros a mais que o Gol, quarta vez seguida que supera seu rival. Com isso, a diferença caiu para apenas menos de 5,4 mil veículos no acumulado de 2014.

diferença de vendas do gol e palio
AUTOO

Diferença entre o Gol e o Palio caiu de mais de 11 mil carros para apenas 5,4 mil até setembro

Perdendo importância

A aproximação do Palio não é a principal razão dessa provável mudança. A verdade é que o Gol vem perdendo importância no mercado nacional. O crescimento da indústria nos últimos anos foi puxado por avanços tecnológicos e o consumidor passou a querer mais do que um carro robusto – o principal lema do Gol.

Nesse cenário, o carro da Volks deixou de ser uma escolha natural de muita gente. Em São Paulo, maior mercado do país, o Gol é apenas o 6º automóvel mais vendido, atrás do Fox, Palio, Fiesta, HB20 e Onix, o mais procurado pelos paulistas.
Nada parecido com o que ocorria há 12 anos. Em 2002, o VW respondia por nada menos que 15% das vendas de veículos leves no Brasil. Este ano, essa participação caiu para meros 5,4% (veja gráfico).

É pouco provável que a Volkswagen vá entregar esse troféu para o concorrente tão facilmente. A perda do Gol G4, geração antiga e mais barata do modelo, tirou a margem de segurança do modelo, que agora custa bem mais caro – a versão mais acessível sai por mais de R$ 32 mil.

participação do gol nas vendas totais
AUTOO

Quantidade de opções de carros de multiplicou, tirando em importância do carro da Volkswagen

A saída, segundo apurou o site Autos Segredos, é reviver o Gol Special, versão mais simples do Gol, agora na carroceria atual. Com preço abaixo de R$ 30 mil, o modelo pode ajudar a melhorar os números do hatch e, quem sabe, frear sua queda. Ainda assim, ficou claro que o Gol deixou de ser uma unanimidade há bastante tempo, o que é uma boa notícia para o consumidor, que assim tem mais opções disponíveis.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!