Pela primeira vez, picapes superam as vendas de carros de passeio nos EUA

Caminhonetes representaram a maior parte dos veículos comercializados no mercado norte-americano em abril
Detalhe da Ford F-150 (azul) ao lado da Ranger comercializada nos EUA

Detalhe da Ford F-150 (azul) ao lado da Ranger comercializada nos EUA | Imagem: Divulgação

Já não era nenhum segredo que o mercado norte-americano aprecia as grandes picapes. Tanto que a Ford Série F (F-150 e variantes) é a líder por lá há décadas. No entanto, pela primeira vez na história dos EUA, as caminhonetes superaram os automóveis de passeio nos ranking de vendas de veículos novos por lá.

De acordo com a Bloomberg, o mês de abril de 2020 foi o primeiro desde que se tem registro das vendas de automóveis por lá em que estes veículos de vocação utilitária ultrapassaram a comercialização de carros tradicionais. A publicação inclusive destacou que as marcas sempre dependeram muito desse tipo de veículo, mais caro e rentável, mas nunca em nível tão elevado.

Os números de vendas do mercado norte-americano apontaram que, em abril, carros e demais veículos de passeio acumularam 169,2 mil unidades comercializadas, enquanto as picapes venderam 186,4 mil unidades. A diferença ultrapassou a marca de 17 mil veículos no mês passado. Há cinco anos, os carros de passeio chegaram a vender até 500.000 unidades a mais que as caminhonetes em um único mês.

Um dos motivos para este fenômeno, de acordo com a Bloomberg, está no perfil do comprador das picapes. Enquanto os consumidores de carros de passeio estão nas regiões costeiras e grandes centros dos EUA, mais atingidos por restrições de circulação de pessoas, as picapes são adquiridas em áreas rurais e regiões centrais daquele país, menos afetadas pelos fechamentos dos revendedores. 

Tal comportamento estaria gerando outro fato inédito por lá: os concessionários de caminhonetes estão ficando sem estoque. Além do perfil diferente, algumas montadoras já estavam praticando fortes campanhas de vendas e financiamentos especiais antes da pandemia. O resultado agora é que o nível dos estoques nas lojas caíram, algumas configurações não são mais encontradas e a fila de pedidos aguardando a retomada das atividades das fábricas só cresce. 

Acima a Chevrolet Silverado, concorrente da Ford F-150
Acima a Chevrolet Silverado, concorrente da Ford F-150
Imagem: Divulgação