Peugeot 2008 chega à linha 2022 com menos versões e mais caro

Após Citroën diminuir linha de produtos, marca francesa reduz o número de opções de seu principal SUV no Brasil
Peugeot 2008 2020

Peugeot 2008 2020 | Imagem: Divulgação

Antes da fusão que formou a Stellantis, a PSA operava com as marcas Citroën e Peugeot no Brasil. Após se juntar com a Fiat-Chrysler, ambas devem passar por reformulações. A primeira já tirou de linha Aircross, C3 e C4 Lounge, restando apenas o C4 Cactus no atual catálogo. A Peugeot seguiu em parte tal estratégia.

A marca já está comercializando o 2008 como linha 2022. No entanto, o modelo perdeu a versão de entrada Allure automática, que custava R$ 84.990. Restaram apenas as configurações Allure Pack automática, por R$ 98.990, e Griffe THP automática, por R$ 118.890. Os reajustes ante a linha 2021 foram de, respectivamente, R$ 2.000 e R$ 2.400.

Segundo a Peugeot, não foram realizadas alterações nos conjuntos mecânicos e nem no visual do 2008 2022. No entanto, todas as versões passaram a contar com uma nova tomada USB na dianteira para o carregamento de dispositivos. Fora essa adição, as versões Allure Pack e Griffe THP permanecem trazendo os mesmos itens de série da linha 2021.

Na versão Allure Pack, o motor é um 1.6 16V flex aspirado, o mesmo utilizado no 208. Ele entrega até 118 cv de potência e 16,1 kgfm de torque quando abastecido com etanol. Já a Griffe THP conta com o propulsor 1.6 turbo flex, gerando até 173 cv e 24,5 kgfm com o combustível vegetal. Ambas trazem de série um câmbio automático de seis marchas.

Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008
Imagem: Divulgação