A Peugeot está próxima de anunciar sua futura picape média global. É o que afirmou Jean-Philippe Imparato, CEO da marca francesa a jornalistas especializados da América Latina durante o Salão de Paris nesta semana.

Os planos já haviam sido revelados um ano atrás quando o grupo PSA (que reúne as marcas Citroën e Opel, além da Peugeot) fechou um acordo para desenvolver o veículo com os chineses da Changan.

De acordo com Imparato, “o desenvolvimento da picape média e global da Peugeot existe e estamos falando de pouco tempo para que possa começar a defini-la”. E completou: “faremos uma picape que será baseada na qualidade, durabilidade, design e torque do motor. Nós já temos o estilo, as especificações e a anunciaremos quando atingirmos um nível muito alto de qualidade. Ela terá um design da Peugeot, alto e excelente”.

O mercado de picapes de médio porte é um dos poucos que conseguem crescer a despeito do avanço dos SUVs. Só nos próximos anos veremos a Mercedes-Benz e a Renault passarem a participar dele e não é absurdo pensar que outras marcas o farão num futuro não tão distante.

A previsão fornecida pela PSA é de que o modelo, que contará também com versões da Citroën e possivelmente da Opel, chegue ao mercado mundial em 2020. E não seria surpresa se uma linha de montagem for instalada na Argentina, país onde o grupo tem tradição e uma fábrica capaz disso.

“Temos uma estratégia que é muito compatível com a América Latina e também estamos preparando um SUV”, completou o executivo, que está há vários anos na empresa e já atuou na região.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/