Próximo Mustang terá V8 híbrido e tração integral

Nova geração do icônico esportivo da Ford deve ser apresentada em 2022. Será o primeiro eletrificado da história do modelo
Ford Mustang 2018

Ford Mustang 2018 | Imagem: Divulgação

Quando se pensa em Ford Mustang, logo aparecem na mente cenas das longas highways dos EUA cruzando o deserto ao som de um V8 borbulhante. Tanto que o Mustang GT com o V8 5.0 é a única configuração disponível no Brasil. No entanto, o modelo deverá evoluir bastante na próxima geração, aguardada para chegar em 2022, e nem todas as novidades vão agradar aos mais puristas.

De acordo com a Autocar, o 100% elétrico Mustang Mach-E não deverá ser a única opção da linha do esportivo da Ford a oferecer algum tipo de eletrificação. A marca tem um plano de apresentar nada menos que 18 modelos híbridos ou híbridos-leves até 2022 e o Mustang tradicional deve ser um deles.

A publicação britânica afirmou ainda que uma versão eletrificada poderia ter chegado antes, em 2020 mesmo, mas, por volta de 2017, a Ford optou por priorizar o lançamento do Mustang Mach-E totalmente elétrico, empurrando o Mustang tradicional mais para frente. No entanto, para não perder o apelo de uma legião de fãs da marca e do carro, a Ford deverá manter a opção de motor V8 do Mustang, mas auxiliado por um propulsor elétrico.

Em 2017, a Ford teria aplicado um pedido de patente de um sistema híbrido alimentado por baterias com dois motores, um elétrico e o outro V8 a combustão, enviando força para as rodas traseiras. Em outra patente mais recente, a marca registrou um sistema com dois motores elétricos, um em cada ponta do V8.

Isso pode significar que o provável Ford Mustang híbrido do futuro deverá ter a opção também de tração integral, algo que nunca aconteceu na história do esportivo, lançado em 1964. Com o segundo motor elétrico montado mais à frente do cofre do motor, abre-se a possibilidade de tracionar as rodas dianteiras apenas com o propulsor elétrico, enquanto o V8 e o primeiro elétrico continuam enviando força às rodas traseiras.

Um dos fatores que estaria levando a Ford a considerar tal eletrificação do Mustang está no fato de a próxima geração do esportivo compartilhar a plataforma do Ford Explorer, que já tem opções eletrificadas. No entanto, ainda não se sabe se a marca oferecerá o novo Mustang com alguma opção de motor V8 a gasolina sem sistema híbrido.

Ford Mustang 2020
Ford Mustang 2020
Imagem: Divulgação