Mudar rodas e pneus é o sonho de muitos proprietários, pois são os itens de mais destaque na hora de diferenciar o carro dos demais. Mas é sempre bom ficar atento aos critérios pré-estabelecidos pelas montadoras, afinal os carros foram testados e homologados com pneus de medidas específicas. Além de diminuir a vida útil do veículo, o usuário pode correr riscos. Veja as dicas abaixo para evitar prejuízos:

  • Se forem usados pneus de dimensões diferentes dos instalados pela fabricante, pode haver alteração na marcação da velocidade no velocímetro, causando uma falsa impressão da real velocidade do carro, resultando em multas;
  • Outra questão importante é a diferença na pressão dos pneus, ficando divergente em relação à etiqueta de calibração;
  • Quando fizer a mudança, coloque todas as rodas e pneus do mesmo tamanho e tipo;
  • A utilização de pneus ou rodas fora dos padrões pode determinar a perda de garantia, fique de olho!

Além disso, na resolução 292, artigo 8 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), fica proibida a utilização de rodas e pneus que ultrapassem os limites externos dos para-lamas do veículo. Também é proibido o aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda. Caso essas regras sejam descumpridas, o motorista fica sujeito à infração grave, anotando 5 pontos na carteira e multa de R$ 127,69.

Vinicius Montoia

Formado pela PUC-SP em jornalismo, Vinicius já atua no setor automobilístico desde 2013. É criador do canal Narração Esportiva do Youtube, projeto que conta a história dos maiores narradores esportivos do país

Vinicius Montoia | https://www.youtube.com/channel/UC2lKRtZdmSdMRJZ8Pim78Fw