Reino Unido vai gastar quase R$ 20 bilhões para acabar com carros novos a gasolina e a diesel

Medida integra meta da região de se tornar neutra em carbono até 2050
Jaguar I-Pace 2020

Jaguar I-Pace 2020 | Imagem: Divulgação

Causou forte repercussão o artigo escrito pelo primeiro-ministro Boris Johnson no jornal Financial Times em que descreve o plano de sua administração para tornar o Reino Unido neutro na emissão de carbono por volta de 2050.

Entre as medidas, o primeiro-ministro declarou que já quer suspender as vendas de carros novos de passeio e vans a gasolina ou diesel a partir de 2030, portanto 10 anos antes do que estava previsto.

Em seu artigo, Johnson detalha que para essa importante migração está previsto um investimento de 2,8 bilhões de libras, cerca de R$ 20 bilhões. Grande parte do valor será utilizada para criar uma ampla rede de pontos de recarga em residências, ruas e estradas do Reino Unido, além da construção de fábricas de baterias mais avançadas. 

Segundo as novas diretrizes para o Reino Unido, automóveis e vans com propulsão híbrida plug-in capazes de oferecer autonomia elevada em modo elétrico ainda poderão sair das concessionárias até 2035. O alcance em questão que esses veículos deverão entregar será definido posteriormente pelas autoridades.

Jaguar I-Pace 2019
Acima o elétrico Jaguar I-Pace
Imagem: Divulgação

Neste ano foram comercializados 75.946 carros elétricos no Reino Unido, representando somente 5,5% do total de 1.384.601 carros novos que ganharam o mercado local. Para atender as novas regras, as vendas de automóveis eletrificados devem crescer a um ritmo de 168,7% a cada ano.

Entre as marcas inglesas, a medida foi bem aceita. A Bentley, por exemplo, anunciou recentemente que vai vender somente modelos elétricos a partir de 2030. A Jaguar Land Rover, por sua vez, declarou que já está comprometida com a meta do governo, investindo fortemente em modelos elétricos e híbridos plug-in. A Vauxhall foi mais assertiva e acrescentou que o prazo estabelecido pelo primeiro-ministro é “um pouco mais apertado do que era esperado”, mas que seus planos estão de acordo para atender a meta.

Entre outras marcas europeias, um dos destaques é a Volvo, que já estabeleceu que vai comercializar somente carros elétricos ou híbridos plug-in a partir de 2025. 

Reino Unido estabeleceu meta para se tornar neutro na emissão de carbono por volta de 2050
Reino Unido estabeleceu meta para se tornar neutro na emissão de carbono por volta de 2050
Imagem: Reprodução internet
Assine a newsletter semanal do AUTOO!