Não foram apenas Chevrolet, Volkswagen e Ferrari que alcançaram recorde mundial de vendas no primeiro semestre do ano. A Renault, atualmente a quinta colocada no mercado nacional, também atingiu números inéditos nos seis primeiros meses do ano. Com 1,4 milhão de unidades vendidas, a marca francesa superou em 1,9% o resultado de 2010, lucrando assim € 1,253 milhão. 

Segundo as expectativas da Renault, o mercado global crescerá de 3% a 4% em relação a 2010. Os mercados emergentes puxarão a alta, como tem ocorrido nas demais marcas, enquanto a Europa, na melhor das hipóteses, se manterá estável. Outra montadora recordista no primeiro semestre, só que no Brasil, foi a Porsche, que comercializou no período 537 veículos.

Rodrigo Mora

|