Se não houver surpresas, CAOA assumirá a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (03) no Palácio dos Bandeirantes, governador João Doria, presidente do grupo, Carlos Alberto de Oliveira Andrade e a cúpula da montadora americana confirmaram
Fábrica da Ford em São Bernardo em 2013: em breve nas mãos da CAOA

Fábrica da Ford em São Bernardo em 2013: em breve nas mãos da CAOA | Imagem: Divulgação

Ainda não foi desta vez que a venda da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo saiu, mas o grupo CAOA e a montadora americana confirmaram nesta terça-feira (03) que estão negociações avançadas nesse sentido.

Em coletiva de imprensa na sede do governo paulista, o governador João Doria anunciou que as duas empresas passarão por uma “due dilligence” nos próximos 45 dias para detalhar a proposta de compra da unidade no ABC Paulista, que era responsável por produzir caminhões e ultimamente também o modelo Fiesta.

Estavam presentes no Palácio dos Bandeirantes o presidente da Ford no Brasil, Lyle Watters, o vice-presidente da marca, Rogelio Golfarb, e o presidente do grupo CAOA, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que revelou que a unidade de São Bernardo, caso o negócio seja fechado, será responsável por produzir veículos de outra marca. O governador Doria, por sua vez, afirmou que a fábrica continuará produzindo caminhões e um futuro veículo a ser anunciado.

Questionado se fecharia a unidade de Anápolis, onde produz a maior parte de seus veículos, Oliveira Andrade negou e anunciou que serão lançados três novos carros montados no local no ano que vem e em 2021. Ainda segundo o executivo, que hoje representa os carros importados da Hyundai, a marca japonesa Subaru e tem uma sociedade com a chinesa Chery, a unidade de SBC tem plenas condições de produzir qualquer veículo.

O presidente da CAOA acredita que a fábrica é capaz de produzir muitos veículos e preservar os empregos sem que seja necessário uma ampliação ou modernização. A empresa também diz não contar com qualquer incentivo fiscal para produzir veículos no país, mas pode contar com uma ajuda do governo paulista caso se comprometa a investir R$ 1 bilhão e gerar 400 novos empregos.

História

A fábrica da Ford em São Bernardo do Campo foi inaugurada em 1967 e produziu modelos icônicos como o Corcel, Del Rey, Escort, Ka e Fiesta, além de ser a base para sua linha de caminhões e comerciais leves. A decisão de fechar a unidade teve a ver com uma mudança estratégica mundial de sair do segmento de utilitários, segundo declaração da montadora no início do ano.

 

 

O presidente do grupo CAOA, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o governador João Doria e a cúpula da Ford: negócio deve sair em até 45 dias
O presidente do grupo CAOA, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o governador João Doria e a cúpula da Ford: negócio deve sair em até 45 dias
Imagem: Divulgação

 

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!