Com um visual mais clássico e elegante, os sedans sempre foram mais relacionados a um público conservador e mais tradicionalista na escolha do carro. Aqui no Brasil, uma famosa campanha publicitária tornou famosa a brincadeira caracterizando esse tipo de carroceria como o carro do “tiozão”.

Mas uma pesquisa da Nissan realizada nos EUA mostra que a história não é bem assim e, por incrível que pareça, os modelos três volumes ainda contam com uma boa participação/desejo de compra entre o público jovem.

O levantamento patrocinado pela Nissan levou em consideração proprietários e não proprietários de automóveis com idades entre 18 e 65 anos. Entre os donos de automóveis que não possuem um sedan, 75% deles declararam que consideram adquirir um modelo três volumes no momento ou no futuro. Entre os “millennials”, aqueles nascidos entre o fim da década de 1980 até o fim da década de 1990, a expectativa de adquirir um sedan ocorre em 8 de cada 10 entrevistados com esse perfil. Já entre os membros da chamada Geração Z, nascidos entre meados dos anos 1990 até início dos anos 2010, a preferência por sedans é de 7 em cada 10 entrevistados.

A pesquisa da Nissan é bem interessante uma vez que, enquanto a maioria das fabricantes norte-americanas optou por mudar o foco de suas linhas concentrando esforços no desenvolvimento de SUVs e picapes, as marcas japonesas como a própria Nissan, além da Honda e da Toyota, ainda seguirão investindo em sedans e carros de passeio mesmo para mercados como o dos EUA. Por lá, esses automóveis são vistos como as opções mais acessíveis para grande parte do público, incluindo os jovens que estão em busca do primeiro carro, por isso eles ainda deverão contar com uma boa parcela de clientes por um bom tempo.

Nissan Versa 2020
Nissan Versa 2020
Imagem: Divulgação

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/