Será que a nova Strada pode influenciar o inédito SUV compacto da Fiat?

Modelo terá muitos elementos compartilhados com o Argo e deverá estrear no ano que vem
Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto da Fiat tomando como base elementos da nova Strada

Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto da Fiat tomando como base elementos da nova Strada | Imagem: Kleber Silva

Certamente uma das estreias mais aguardadas para 2021 será o inédito SUV compacto nacional da Fiat, marcando a entrada da montadora em uma das categorias mais aquecidas no Brasil. Vale a pena lembrar que a marca ainda prepara um segundo modelo, que deverá ser lançado posteriormente e ocupar uma faixa de mercado superior.

Até onde se sabe, o SUV de entrada da Fiat no Brasil deverá seguir uma lógica semelhante com a que foi estabelecida entre VW Polo e Nivus, com o crossover compartilhando muitos elementos presentes no hatch compacto premium do qual deriva.

Apesar de compartilhar a mesma plataforma, o futuro utilitário esportivo da Fiat pode ter um porte ligeiramente maior em relação ao Argo, favorecendo ganhos no espaço interno e porta-malas, atributos importantes quando falamos em um SUV.

Assim como no caso de Polo e Nivus, muito provavelmente o SUV compacto da Fiat deverá trazer uma identidade própria, algo que não exclui o fato dele beber em algumas fontes da marca. Com isso em mente, o designer Kleber Silva preparou uma interessante projeção do futuro Fiat nacional usando algumas referências da nova geração da Fiat Strada.

O resultado agrada, sobretudo por trazer para uma roupagem SUV o foco em robustez da picape compacta. Com isso, temos o capô elevado e a grade frontal generosa, dois atributos peculiares aos utilitários esportivos.

Como as duas imagens nos sugerem e é muito provável que isso ocorra, o tamanho do SUV não deverá ser algo muito exagerado, quem sabe até próximo dos 4,23 m como entrega um Jeep Renegade. Aliás, até para diferenciar as duas marcas que hoje fazem parte do portfólio da FCA, o SUV compacto da Fiat deverá ter apenas versões com tração dianteira e forte apelo urbano.

Segundo noticiou recentemente o Autos Segredos, é possível que os motores 1.3 Firefly aspirado e o futuro 1.0 turbo com injeção direta figurem sob o capô do SUV, sendo que o propulsor sobrealimentado deverá ser oferecido apenas em conjunto com a transmissão automática CVT. A produção dos motores turbo que vão figurar nas gamas nacionais de Fiat e Jeep começam até o fim deste ano e chegam aos modelos das duas marcas a partir do ano que vem. Vamos acompanhar!   

Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto nacional da Fiat
Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto nacional da Fiat
Imagem: Kleber Silva
Assine a newsletter semanal do AUTOO!