Serviço: como descobrir se os amortecedores do carro estão com problemas

Fornecedora do componente apresenta cinco dicas para identificar problemas nos amortecedores
Preço do jogo de amortecedores pode variar bastante, passando de R$ 1.000 dependendo do modelo de carro

Preço do jogo de amortecedores pode variar bastante, passando de R$ 1.000 dependendo do modelo de carro | Imagem: Divulgação

Componente fundamental do conjunto de suspensão do seu carro, os amortecedores também colaboram para o conforto dos passageiros e o bom comportamento dinâmico do carro, portanto é fundamental mantê-los sempre em ordem. Não é fácil reconhecer quando os amortecedores começam a dar sinais de que precisam ser substituído, por isso é bom ficar atento (a) nas dicas a seguir. Vamos à elas:

Falta de estabilidade

Amortecedores desgastados reduzem o nível de aderência do veículo ao solo, provocando falta de estabilidade e controle de direção. De acordo com o coordenador de treinamento técnico da Monroe, Juliano Caretta, essa condição é ainda mais grave em pisos molhados. “Nestes casos, a ineficiência do componente pode causar, inclusive, aquaplanagens, aumentando consideravelmente o risco de acidentes”.

Barulhos e solavancos

Ao perceber a presença de ruídos em excesso, como sons metálicos e rangidos, por exemplo, é importante que o motorista fique atento. “Esses são os barulhos mais comuns quando os amortecedores apresentam problemas de funcionamento”, afirma Caretta que acrescenta: “Solavancos e movimentação brusca dos componentes da suspensão também são sinais de que os amortecedores precisam ser avaliados e substituídos, se necessário”.

Balanços excessivos

Amortecedores gastos provocam movimentação excessiva da carroceria como agachamentos e empinamentos. “Esses movimentos ocorrem principalmente em lombadas, valetas, buracos e desníveis do pavimento. É importante que o condutor fique atento ao comportamento do veículo nessas situações, que exigem mais da suspensão, para evitar danos maiores futuramente”, alerta o especialista da Monroe.

Pneus pulando e danificados

Os amortecedores controlam os movimentos das molas, maximizando o contato dos pneus com o solo. Quando desgastados, o mau funcionamento das peças provocam intensos pulos dos pneus no pavimento, prejudicando a dirigibilidade e provocando deformações na banda de rodagem dos pneus. “Marcas na região central podem significar problemas nos amortecedores, especialmente desgastes localizados e em formato de ‘concha’”, diz Juliano Caretta.

Aumento na distância de frenagem

Amortecedores com 50% de desgaste aumentam em até 1,8 m a distância de frenagem com o carro trafegando a 60 km/h. “Quanto maior a velocidade, maior também será a distância de parada do veículo, colocando em risco motoristas e passageiros. Por isso, é extremamente importante que o condutor realize as revisões preventivas ou procure uma oficina de confiança assim que perceber essa dificuldade na hora de frear”, comenta o coordenador de treinamento técnico da Monroe.

A empresa especializada na produção e comercialização de amortecedores também alerta que a vida útil do amortecedor é proporcional às condições de uso do veículo. A Monroe, por exemplo, recomenda revisar preventivamente as condições dos amortecedores a cada 10.000 quilômetros, ou conforme a orientação da fabricante do veículo.