Sucesso da Ram 1500 no Brasil pode trazer rivais ao país?

Mesmo custando mais de R$ 400 mil, primeiras 100 unidades da picape foram vendidas em menos de 18 horas no país
Chevrolet Silverado RST: uma boa concorrente para a Ram 1500 Rebel no Brasil?

Chevrolet Silverado RST: uma boa concorrente para a Ram 1500 Rebel no Brasil? | Imagem: Divulgação

Sucesso de longa data nos EUA, as picapes full size entregam uma mistura singular de espaço interno, conforto, capacidade de reboque e, porque não, até mesmo luxo. Na terra do Tio Sam, a Ford F-150 é o veículo mais vendido do país há mais de quatro décadas.

Algumas marcas já esboçaram uma entrada no segmento aqui no Brasil, porém a evolução do agronegócio nos últimos anos e o próprio movimento do mercado em busca de carros mais sofisticados talvez tenha criado as circunstâncias perfeitas para que picapes como a Ram 1500 tenham um nível de procura capaz de surpreender muita gente.

Uma grande prova disso tudo reside no fato de que o lote inicial com 100 unidades da Ram 1500 esgotou-se em 18 horas. Para um veículo que gravita nos R$ 420 mil, sem dúvida é um feito que merece atenção.

Se olharmos para os Estados Unidos, Chevrolet e Ford travam uma disputa muito interessante com a Ram 1500 por meio de modelos como a já citada F-150 e a Chevrolet Silverado. Claro que, com a repercussão que a Ram 1500 obteve em sua semana de estreia, a pergunta que surge é clara: será que as duas marcas norte-americanas podem entrar na categoria aqui no Brasil, pavimentando o caminho para consolidar um novo segmento por aqui?

RAM 1500 2021
RAM 1500 2021
Imagem: Divulgação

Como você acompanhou recentemente aqui no Autoo, são fortes os rumores de que a Chevrolet deverá importar para a Argentina a Silverado. Hoje produzida no México, as condições para que a picape também possa chegar ao Brasil tornam-se muito favoráveis, em especial considerando a recente valorização do real.

Hoje a Chevrolet Silverado é comercializada no Chile, onde chega nos catálogos Trail Boss com motor 5.3 V8 a gasolina e LTZ, oferecida também com o V8 sob o capô ou o 3.0 turbodiesel com generosos 63,1 kgfm de torque. Também no Chile, a Ford comercializa a F-150 com um amplo leque de opções, incluindo as versões XLT, Lariat, Platinum e Limited, além da versão topo de linha e mais extrema Raptor. Ao contrário da Silverado, a F-150 é produzida somente nos EUA, em fábricas nos estados de Michigan e Kansas.

Desde 2018 a Ford não esconde que estuda a possibilidade de oferecer a F-150 no Brasil, inclusive já tivemos a oportunidade de rodar na picape no ano em questão a convite da marca.

Claro que, ao contrário dos EUA onde são veículos com alto volume de vendas, no Brasil e região as picapes full size seriam modelos de nicho, mas que certamente devem encontrar um público ávido por modelos que ofereçam bem mais do que as atuais picapes médias topo de linha.

Esse, aliás, é o grande apelo da Ram 1500 Rebel por aqui, a qual, segundo a marca, chegou a conquistar até mesmo donos de muscle cars entre os primeiros clientes aqui no Brasil. Logo, é possível até entender de forma mais clara a estratégia da Ram em priorizar o motor V8 a gasolina no Brasil em detrimento de uma opção diesel. O foco da 1500 Rebel em nosso mercado é atingir muito mais quem procura alto nível de acabamento e tecnologia, além de uma performance ímpar, do que um perfil pragmático que tem nos planos somente a compra de uma picape diesel. 

Certamente, a partir dos próximos meses, o número de emplacamentos da Ram 1500 no país será uma boa referência sobre a resposta dos brasileiros para modelos do tipo. E é natural que muitas concorrentes também vão estar de olho.

Ford F-150 2021
Ford F-150 2021
Imagem: Divulgação