Teste: Mercedes-AMG CLA 45 S e seus 421 cv

Cupê de quatro portas surpreende pelo alto desempenho proporcionado pelo motor 2.0 mais potente do mundo
Mercedes-Benz CLA 2021

Mercedes-Benz CLA 2021 | Imagem: Leo Alves

Nos anos 1990, a Chevrolet surpreendeu o mundo quando mostrou o Calibra e o Vectra GSI com motor 2.0 de 150 cv. Afinal, era uma potência considerável para um propulsor de 2 litros, sendo bem superior aos propulsores da concorrência. Quase 30 anos depois, a Mercedes-Benz faz esse número de potência parecer pequeno com o seu 2.0 biturbo de 421 cv, que é o responsável por mover o Mercedes-AMG CLA 45 S deste teste.

E este carro é um daqueles que transmite velocidade só de olhar. Afinal, todo o desenho externo faz com que ele pareça rápido mesmo parado. Evidentemente as rodas grandes de 19 polegadas ajudam nesse sentido, bem como a chamativa cor Amarelo Sol, que torce pescoços por onde passa, o que inviabiliza qualquer tentativa de ser discreto com este carro. Para isso é melhor optar pelas tonalidades mais neutras, como a Branco Digital, Preto Cosmos, Azul Denim, Prata Iridium e Cinza Montanha.

Acontece que o CLA 45 S não é rápido só no visual. Ele é um autêntico esportivo da linhagem AMG da Mercedes. E a versão 45 S é a mais potente do cupê de quatro portas derivado do Classe A. Convenhamos que se trata de um sedã com caimento de teto acentuado, mas a marca faz questão de chamá-lo de cupê. Tanto que não há molduras nas portas deste carro, como acontece em todos os veículos cupês da marca alemã.

De volta ao desempenho, é impressionante o tanto de força que é extraída de um propulsor tão pequeno. E olha que o ápice da potência só surge a 6.750 rpm, enquanto que o torque pleno de 51 kgfm é obtido entre 5 mil e 5.250 rpm. Porém, basta encostar no acelerador para sentir todo o potencial do carro.

Veloz e estável 

Para adicionar ainda mais pimenta no desempenho, é possível mudar os modos de condução do esportivo. Durante o uso na cidade o modo escolhido foi o Comfort, que até entrega um bom nível de conforto. A suspensão não fica tão dura e basta pisar mais forte para o motor mostrar sua fúria. Nas estradas usei os modos Sport e Sport +, que mudam a resposta do carro, deixam o acelerador mais sensível, endurecem a suspensão e alteram até o ronco do motor, deixando mais alto e grave. 

São nesses modos que é possível sentir melhor do que o carro é capaz. Porém, apenas em uma pista seria possível saber ao certo qual é o limite do CLA 45 S. Afinal, há um outro modo de condução voltado para o uso em autódromos, o Race. 

Mas mesmo sem poder ir até um autódromo com o cupê, ficou claro o quanto ele consegue ser veloz. Outro ponto positivo na condução do esportivo é a sua estabilidade. Nesse aspecto, a tração integral ajuda a vida dos pilotos, já que há tração nos dois eixos, deixando a traseira do carro mais controlada do que a do C 63 S, por exemplo, que tem tração apenas nas rodas de trás. 

Ao entrar rápido em uma curva, o carro responde imediatamente e transmite uma certa tranquilidade ao condutor. Claro que ele se tornaria mais arisco ao desativar os controles de estabilidade e tração, mas com tudo ativado ele é um carro tranquilo para se usar até mesmo na cidade.

Interior

Por mais que se trate de um esportivo, a carroceria de três volumes acaba tendo lá sua praticidade. O espaço para a bagagem é equivalente ao de um Toyota Corolla, com os 460 litros de capacidade. Já o espaço interno é razoável para quatro adultos, e apertado para cinco. 

Mesmo com 4,72 m de entre-eixos, há pouco espaço para as pernas de quem viaja no banco traseiro. Sem contar que a queda acentuada do teto rouba centímetros preciosos para acomodar a cabeça de ocupantes com mais de 1,80 m que viajam no banco de trás. Nesse caso, o ideal é acomodar quem for mais alto no banco do carona.

Outra característica do interior do CLA 45 S é o relativo luxo de sua cabine. Por ser derivado do Classe A, ele não é tão refinado quanto o já citado C 63 S. Mas isso não quer dizer que não há luxos. Pelo contrário, há couro e Alcântara em quase toda a cabine, além do uso abundante de materiais sensíveis ao toque.

Um detalhe que divide opiniões é o uso de LEDs coloridos no painel central e das portas dianteiras. É possível personalizá-los de acordo com o gosto dos ocupantes, mudando as cores ou usando os modos pré-definidos e que podem ser escolhidos na central multimídia.

Por falar nela, trata-se da peça de 10 polegadas que se une ao painel de instrumentos digital de mesmo tamanho. Ela conta com Android Auto e Apple CarPlay, mas confesso que senti falta de um espelhamento sem fio. Por ser um carro de mais de R$ 500 mil, este item faz falta. Ainda mais que já há o carregamento por indução do celular.

Bom esportivo?

De fato, o CLA 45 S cumpre seu papel. É um carro veloz e que acelera o coração de quem aprecia um autêntico esportivo alemão. Porém, seu preço sugerido de R$ 546.900 é alto. Por mais que o BMW M235i XDrive Grand Coupé seja menos potente, ele custa R$ 390 mil e tem bons 306 cv de potência. Nessa faixa de preço há até modelos maiores, como o BMW M340i, que é maior e conta com 387 cv. Até mesmo alguns modelos da Porsche são mais em conta, embora a proposta seja diferente.

Portanto, o CLA 45 S é um carro extremamente divertido para quem está disposto a ter um alto nível de performance. E caso queira economizar um pouco e levar menos potência, mas no mesmo carro, há ainda o CLA 35 com 306 cv por R$ 431.900.

Mercedes-Benz CLA 2021
Mercedes-Benz CLA 2021
Imagem: Leo Alves

Ficha técnica

Mercedes-AMG CLA 45 S 2021 4Matic 2.0 16V gasolina automático integral 4p
Preço R$ 546.900 (09/2021)
Categoria Esportivo médio
Motor 4 cilindros, 1991 cm³
Potência 421 cv a 6750 rpm (gasolina)
Torque 51 kgfm a 5000 rpm
Dimensões Comprimento 4,693 m, largura 1,857 m, altura 1,413 m, entreeixos 2,729 m
Peso em ordem de marcha 1600 kg
Tanque de combustível 51 litros
Porta-malas 460 litros
Veja ficha completa