União Europeia quer fim de carros gasolina e diesel em 2035

Legislação do bloco vai fortalecer oferta de pontos de recarga para carros elétricos
Novas regras de emissões podem decretar fim dos carros a combustão na União Europeia

Novas regras de emissões podem decretar fim dos carros a combustão na União Europeia | Imagem: Reprodução internet

Em movimento elogiado por entidades de defesa ambiental, a União Europeia propôs avançar em sua agenda para restringir a emissão de gases poluentes.

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira (14) a intenção de reduzir em 100% as emissões de CO2 até 2035.

A consequência imediata da proposta, se aprovada, é que será inviável a venda de automóveis com motores térmicos nos países do bloco, levando a uma migração massiva para os carros com propulsão limpa, como os elétricos ou a célula de combustível.

Além disso, o órgão executivo da União Europeia sugere uma diminuição de 55% nas emissões de gás carbônico por automóveis até 2030 utilizando como referência os níveis deste ano.

O novo percentual supera largamente os 37,5% de redução nas emissões estabelecidos até então para o começo da próxima década.  

Contrapartida

Para incentivar as vendas de carros elétricos nos próximos anos, a União Europeia tomará algumas medidas, como exigir por lei que os países do bloco ofereçam estações públicas de recarga para esses veículos em um intervalo não superior a 60 quilômetros. A medida deverá ser implantada até 2025. 

Com isso, a previsão é que 3,5 milhões de estações de recarga de baterias para carros e vans sejam disponibilizadas até 2030, com um aumento nesse número para 16,3 milhões de pontos em 2050. 

A consultoria AlixPartners estima que entre 2021 e 2025 montadoras de veículos e fabricantes de autopeças vão investir no mundo US$ 330 bilhões em eletrificação, alta de 41% em relação à estimativa de US$ 250 bilhões para o período de 2020 a 2024.

A proposta da Comissão Europeia segue agora para negociação e aprovação pelos países do bloco. Logo após ela deverá ser analisada pelo Parlamento Europeu, o que deve levar cerca de dois anos.

Peugeot 208 2021
Se aprovada, nova regra na União Europeia vai ampliar número de pontos de recarga para carros elétricos 
Imagem: Divulgação