O governo alemão estima ter em suas ruas um milhão de carros elétricos a partir de 2020, incentivados pelo National Development Plan for Electric Mobility (Plano Nacional de Desenvolvimento para Mobilidade Elétrica). O primeiro passo mais efetivo nesse sentido foi dado ontem, com a apresentação do Golf Blue-e-Motion, oferta elétrica do hatch que ganha versão de produção em 2013, segundo a Volkswagen. 

A diferença para o Golf a combustão está no propulsor elétrico de 115 cv e 27,5 kgfm de torque, disponíveis desde às 1.000 rpm. Enquanto ele vai sob o capô, as baterias de até 26,5 KWh de capacidade se acomodam no porta-malas – que ainda assim oferece 237 litros para bagagens. A transmissão tem apenas uma marcha à frente e outra à ré. Segundo a VW, o Golf Blue-e-Motion chega a 140 km/h, enquanto sua autonomia é de 150 km. A distância é considerada suficiente, já que 45,8% dos alemães percorrem menos de 20 km por dia em seus deslocamentos habituais; outros 28,1% se deslocam entre 20 e 50 km e 16,2% precisam de carros apenas para superar distâncias acima de 50 km por dia.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|