VW alega suspensão ''temporária'' aos pedidos do T-Cross Sense destinado ao público PcD

Segundo relatos de concessionárias e consumidores, somente os pedidos realizados até o último dia 18 deste mês serão aceitos
Volkswagen T-Cross 2020

Volkswagen T-Cross 2020 | Imagem: Divulgação

De uma forma abrupta, como geralmente costuma ocorrer com modelos destinados ao público PcD, a Volkswagen suspendeu os pedidos para o T-Cross Sense.

Configuração anunciada em novembro de 2019, com a recente decisão da fabricante alemã a opção para venda direta do T-Cross ficou no mercado por apenas três meses.

Algumas informações apuradas junto à rede de concessionárias dão conta de que a Volkswagen esperava comercializar cerca de 15 mil unidades do T-Cross Sense ao longo de um ano, porém o volume de pedidos foi tão grande que a marca atingiu o número em um prazo muito menor.

Segundo rumores, também pesa o fato da estreia cada vez mais próxima do Nivus, o inédito SUV-cupê que a marca produzirá em São Bernando do Campo (SP). Ele deverá ser lançado em maio deste ano e já chegará ao mercado com uma opção PcD, atendo essa segmentação de mercado que até então tinha no T-Cross Sense a única opção de SUV nacional na gama.

O sucesso do T-Cross Sense junto ao público que realiza a compra com isenção foi enorme, em especial por combinar características bastante desejadas como uma carroceria segura, projeto moderno, alto nível de segurança graças aos 6 airbags de série em conjunto com os controles de estabilidade e tração e um nível aceitável de equipamentos, com destaque para a central multimídia como item de série.

Procurada pelo Autoo, a Volkswagen do Brasil emitiu o seguinte comunicado sobre o assunto: “o T-Cross Sense tem tido excelente aceitação do público PcD e seu lote inicial de produção se esgotou. Dessa forma, a empresa não está aceitando temporariamente novos pedidos de clientes, até que a produção seja ajustada para atender à alta demanda pelo modelo no mercado brasileiro”.

Logo, pelas entrelinhas do comunicado da marca, fica aberta uma possibilidade para que, uma vez estabilizada a produção, os pedidos para o T-Cross Sense possam voltar ao normal. Ainda de acordo com informações de bastidores, o Fox poderá sair de linha até dezembro deste ano, o que abriria espaço para ampliar a produção do T-Cross na fábrica do Grupo Volkswagen em São José dos Pinhais (PR). Vamos acompanhar de perto todos os detalhes e seguiremos reportando aqui no Autoo. Acompanhe!

Volkswagen T-Cross 2020
Volkswagen T-Cross 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!