Se você já é experiente no que diz respeito à manutenção do carro, ou comprou seu primeiro carro novo agora, é sempre bom ficar ligado (a) em algumas recomendações que podem ser bem úteis para você não cair naquelas “promoções” ou “kits”, que muitas vezes de vantajosos não tem nada.

Então vamos conferir 10 dicas que o Autoo preparou para você:

1 – Confira sempre o preço das revisões no site da marca. Essa dica é a mais importante, pois você chega na concessionárias já sabendo quanto deve pagar. Algumas fabricantes mais transparentes costumam deixar uma tabela exposta na própria oficina.

2 – Só faça o que seu carro precisa. Algumas concessionárias criam alguns “pacotes” incluindo polimento ou hidratação dos bancos de couro, dentre outras coisas, e oferecem para clientes que estão levando os carros para a primeira inspeção. Isso, além de abusivo, é absurdo uma vez que um carro com apenas 1 ou 2 anos jamais vai precisar de um polimento ou o revestimento de couro apresentará sinais de desgaste.

3 – Procure indicações de bons locais para levar o carro. Tente conversar com um amigo que possui um carro da mesma marca e veja se ele está satisfeito com o trabalho da concessionária. Além disso, verifique em sites de reclamações se a concessionária na qual você pretende levar o carro apresenta alguma restrição por parte dos consumidores.

4 – Verifique se as peças substituídas conferem com o indicado no manual do carro. Geralmente o manual do carro ou o livreto de manutenção elencam os itens que devem ser verificados e substituídos a cada revisão.

5 – Procure estabelecer um técnico de confiança para a manutenção do carro. Se você levou o carro em uma concessionária e ficou satisfeito com o atendimento, vale a pena levar o veículo no mesmo local. Além de ficar com o histórico de manutenção registrado, você cria um vínculo com o técnico responsável.

6 – Alguns modelos contam com esquema diferente de manutenção. Fique atento (a). Modelos mais recentes da BMW, por exemplo, contam com um sistema de revisões em que o carro analisa diferentes aspectos do carro, como a situação do óleo, e solicita a troca. Com isso, a revisão é feita somente quando necessário, não seguindo um intervalo de tempo ou quilometragem muito rígido.

7 – Fazer as revisões é importante para não perder a garantia de fábrica. Atualmente grande parte dos modelos novos conta com três anos de garantia. A Hyundai se diferencia ao oferecer um prazo maior para sua gama de carros de entrada, no caso de cinco anos. Contudo, se você não seguir o cronograma de inspeções à risca, você perde o direito à cobertura.

8 – Procure se informar sobre os serviços de conveniência que cada marca oferece. Se o dia está corrido ou você tem pouco tempo para levar o carro na concessionária, algumas marcas (em especial as do segmento de luxo) oferecem serviços bem interessantes, como o “leva e traz”, por exemplo. Nele, seu carro pode ser retirado em sua residência e entregue no trabalho, por exemplo.

9 – Agende o horário mais conveniente. É sempre bom deixar um horário agendado na concessionária antes de levar o carro. Assim você consegue se programar melhor e, em alguns casos, consegue até esperar que o serviço seja feito na hora. Se a revisão for simples, em até uma hora seu carro pode ser liberado.

10 – Pesquise os preços da mão de obra. Geralmente a partir da terceira ou quarta inspeções, as fabricantes sugerem o preço de peças e você precisa acrescentar a mão de obra, que gira em torno de uma hora de serviço. Esse valor pode variar entre as concessionárias, então, como é regra geral antes de comprar qualquer coisa ou contratar um serviço, é sempre importante pesquisar. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |