A JATO Dynamics, especialista em dados da indústria automotiva global, aponta que de janeiro a setembro deste ano a Argentina vendeu 24,2% acima do comercializado no mesmo período de 2009, desempenho que a coloca na primeira posição entre os países da América Latina. Foram 492.628 emplacamentos nos primeiros nove meses do ano, contra 396.615 no ano passado.

A segunda colocação fica com a Bolívia, que cresceu 21,8%. No entanto, o crescimento é alto por conta do baixíssimo volume de
vendas daquela país, que vendeu de janeiro a setembro 4.873 unidades – pouco mais do que comercializa a Toyota somente com o Corolla, num único mês. O Brasil, maior mercado da região, ficou na terceira posição com crescimento de 7% ao emplacar 2.368.275 carros e comerciais leves de janeiro a setembro.

Entre os países que registraram retração, destaque para o Equador: foram 59.388 vendas de janeiro a setembro do ano passado, contra 44.142 no mesmo período de 2010, que equivale a uma queda de 25,7%.

Rodrigo Mora

|