A estirpe M, finalmente, chegou ao Série 1. Depois de alguns teasers e carros camuflados rodando sem o menor pudor, a BMW revelou informações do seu pocket rocket – numa tradução livre, foguetinho de bolso, denominação dada aos esportivos fortes e pequenos.

A comparação natural é com o M3: com motor 3 litros, de seis cilindros em linha, biturbo e com 335 cv, o compacto faz de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos, contra 4,8 segundos do cupê, que tem sob o capô um V8 de 4 litros e 420 cv. Sua transmissão, para alegria dos fãs de esportivos, é manual de seis velocidades (assim como a do Z4 sDrive35iS). A velocidade máxima é limitada em 250 km/h.

Um dos recursos do M1 é a entrega de torque extra a partir de investidas mais violentas no acelerador. Seu torque original é de 45,9 kgfm, mas pisando fundo no pedal da direita, esse já absurdo número sobe para impressionantes 51 kgfm. Lembrando que o novo esportivo da BMW pesa 1.495 kg – contra 1.605 kg.

Disponível em apenas três cores – branco Alpine, preto Sapphire e laranja Valencia –, o M1 Coupe custará, na Inglaterra, £ 38.000. Sua estreia oficial será no Salão de Detroit, em janeiro.

Rodrigo Mora

|