Talvez a marca mais exótica a pertencer a um grande grupo automotivo, a francesa Bugatti vive de um modelo apenas. Ela retornou ao mercado com o Veyron, superesportivo que chegou a ser o mais veloz e potente do mundo. Mas nem por isso, suas vendas foram um sucesso imediato.

Essa situação parece se repetir com o sucessor do Veyron, o Chiron, que mesmo com 500 unidades previstas para produção até agora teria vendido 200 deles apenas. A informação foi passada a revista americana Car&Driver e mostra que levar um exemplar do esportivo de 1.500 cv de potência não é para qualquer bolso.

Para reservar o seu Chiron é preciso depositar 200 mil euros (725 mil reais) na conta da Bugatti, valor que será descontado depois quando o negócio for fechado. Ou seja, é como comprar um Porsche somente com essa entrada.

Os primeiros Chiron serão entregues no final do ano e prometem mudar esse quadro, digamos, pouco condizente com sua imagem. Afinal de contas, não é qualquer carro que acelera de 0 a 100 km/h em 2,4 segundos e chega aos 300 km/h em 13,6 segundos – a velocidade máxima é limitada a 420 km/h por razões de segurança.

 
 
Bugatti Chiron 2017
 
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
 
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
 
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
 
Bugatti Chiron 2017
Bugatti Chiron 2017
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |