Reestilizado no início do ano no exterior, o Tracker 2017 está próximo do Brasil, literalmente. Unidades de testes já rodam disfarçadas na Argentina, país escolhido pela Chevrolet para adaptá-lo para as condições dos países do Mercosul, como mostra o flagra do site Argentina Autoblog,

O SUV compacto, que vem importado do México e tem boas vendas, apesar de apenas uma versão disponível, ganhará muitos melhoramentos. O mais visível é o visual renovado com elementos introduzidos pelo novo Cruze, como grade e faróis mais afilados e com luzes de LED diurnas.

Mas a grande novidade do modelo também veio de carona do sedã médio. É o motor 1.4 Ecotec, que no Brasil será flex, com 153 cv de potência. Já na traseira, as mudanças são menores, com as lanternas originais praticamente preservadas, mas com um novo para-choque de desenho levemente alterado.

 
 
Chevrolet Tracker 2017
 
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
 
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
 
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
Novo Tracker 2017 é flagrado na Argentina: motor 1.4 turbo deve ser a maior novidade do SUV
 
Novo Tracker 2017 é flagrado na Argentina: motor 1.4 turbo deve ser a maior novidade do SUV
Novo Tracker 2017 é flagrado na Argentina: motor 1.4 turbo deve ser a maior novidade do SUV
Parte frontal é a maior novidade visual e lembra o estilo do sedã Cruze
 
Parte frontal é a maior novidade visual e lembra o estilo do sedã Cruze
Parte frontal é a maior novidade visual e lembra o estilo do sedã Cruze
 
 

OnStar

Como todos os novos modelos da Chevrolet, também o Tracker (Trax em outros mercados) receberá o novo sistema MyLink 2, que pode ser conectado ao Android Auto e ao Car Play, da Apple. E terá opção de vir equipado com o OnStar, o serviço de conciérge da GM que oferece opções de entretenimento, navegação e até mesmo localização em caso de roubo ou furto.

Hoje o Tracker é vendido em duas versões, LT (R$ 77.790) e LTZ (R$ 88.590), ambas com motor 1.8 de 144 cv e transmissão automática de seis velocidades. Com o novo pacote, o SUV deve ficar mais econômico e com respostas mais ágeis, o que num segmento onde os principais rivais utilizam motores com menos potência (HR-V com 140 cv, Renegade com 132 cv e Kicks com 114 cv) será um belo argumento de vendas, sem dúvida.

Não há ainda uma previsão de quando o Tracker 2017 será lançado aqui, mas é de se supor que isso deva ocorrer até o final deste ano, dependendo do estoque de unidades da versão atual. Mas é praticamente certa sua presença no Salão do Automóvel, em novembro.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |