A Tesla apresentou, nesta quinta-feira (26), seu novo esportivo elétrico Model S. O sedã é literalmente um carro do futuro e pode estar começando uma nova era dos automóveis. Acredite, não é exagero. O modelo, além de todo o desempenho que será descrito nas próximas linhas, será produzido em massa, o que diminuirá consideravelmente seu preço.

Inicialmente, é interessante ressaltar que o objetivo da companhia é de vender cerca de 20 000 unidades anuais do modelo após o primeiro ano de produção. Isso poderá ser algo viável graças aos incentivos oferecidos pelo governo dos Estados Unidos. O preço final será de US$ 49 900.

Achou caro? Certamente mudará de idéia. O pacote de baterias do Model S tem capacidade para fazer o esportivo rodar um máximo de 257 km por recarga. Como opcionais, poderão ser escolhidos outros kits, que percorrem 370 e 483 km.

Outro ponto interessante é o tamanho do carrão. Nada menos que sete pessoas podem ocupar o habitáculo. Sua configuração de assentos é muito bem feita, deixando espaço para cinco adultos e duas crianças.

Agora, chegamos ao ponto mais interessante: o desempenho do modelo. Mesmo se tratando de um automóvel elétrico, a Tesla conseguiu fazer sua máquina ir de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos. A velocidade máxima fica em 193 km/h, sem muita complicação. No futuro, também deverá ser feita uma versão ainda mais esportiva, com uma performance de deixar o queixo (ainda mais) caído.

Redação

|

Veja mais notícias da marca