Prestes a passar por um recall no Brasil, o Corolla deixa de ser o protagonista de más notícias na Europa, onde ganhou sua primeira reestilização na décima geração. Na frente, a Toyota trocou o pára-choque e a grade, deixando o sedã médio ainda mais próximo visualmente do seu irmão maior, o Camry. Na parte de trás, lanternas, pára-choque, régua da placa e refletores são novos.

O interior do sedã também foi beneficiado: o painel de instrumentos está com visual mais moderno e o volante é achatado, de aspecto mais esportivo – ambos idênticos às peças utilizadas no Auris. Como é comum na Europa, a gama de motores é sempre mais diversificada do que a oferecida no Brasil. Os propulsores a gasolina do Corolla no Velho Continente são um 1.3 litro de 101 cv e outro 1.6, de 132 cv. Já os motores 1.4 de 90 cv e 2.0 de 126 cv são movidos a diesel.

Rodrigo Mora

|