De tão inusitada, a parceria entre Fiat e Chrysler abre possibilidades nunca antes imaginada. Na semana passada, falamos sobre a Dakota sendo produzida pelos italianos e agora algo mais surpreendente: um Dodge Viper com motor V10 da Ferrari.

A ideia só poderia ter vindo da mente de Sergio Marchionne, o chefão do grupo Fiat que propôs a compra de parte da Chrysler. Para ele, o Viper é um carro muito simbólico e que, se tratado direito, pode render muito ainda no seu país de origem.

De acordo com os rumores, a Ferrari poderia desenvolver uma versão de 10 cilindros do seu atual V8, cujo rendimento seria muito melhor que o propulsor do Viper – aliás, um motor de alumínio baseado num modelo da Lamborghini.

Apenas como exemplo, o V10 do Viper possui hoje 510 cv de tem 8.3 litros, uma razão peso/potência de 61 cv/litro. O V12 usado na Ferrari 599 GTB possui 6 litros e desenvolve nada menos do que 612 cv ou 102 cv por litro, ou 67% a mais de potência. Imagina-se o que o Dodge não ganharia com essa troca.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/