O ar de felicidade dos executivos da Kia durante a apresentação do Soul nesta quinta-feira era quase indisfarçável. Eles sabem que têm um produto sem igual nas mãos e seu maior problema será não dar conta da demanda pelo modelo.

Mas, afinal, que carro é este? É a grande pergunta que muita gente se faz desde sua aparição no Salão do Automóvel, em 2008. O Soul lembra um pouco o Mini Cooper nas formas, mas é alto e forte, característica off-road, que ele, na verdade não tem. Por dentro, outra surpresa: seu interior é bem acabado e equipado, com boas opções de configuração, o que remete ao Fit, da Honda.

Se não bastasse essa diversidade de virtudes, o Soul tem outra tão importante: o preço em conta. Por R$ 51 490, você leva um carro com ar-condicionado, trio e direção elétricos, rádio com CD Player MP3 e conexão para iPod, rodas de liga, airbag duplo, keyless e controle satélite no volante. Por um pouco mais, dá até para ter câmera de auxílio à baliza, privilégio de carros de luxo.

Sem segmento

A receita parece perfeita, mas a Kia pode esbarrar num problema. A fábrica coreana está trabalhando a pleno e a demanda não permite que a subsidiária brasileira encomende mais que os 3 000 carros que chegarão este ano. Ou seja, se houver muita procura, teremos falta de produto e o risco do sobrepreço surgir. O que não é bom para uma marca que começa a se firmar no mercado e oferece cinco anos de garantia pelo seu carro.

A concepção do Soul é interessante porque foge às regras de categorias que a maior parte dos carros obedece. Definido como crossover urbano, o Soul é justamente isso, uma mistura sem preconceitos de vários estilos que procurar atingir em cheio seu público, majoritariamente jovem e que não tinha opções na Kia até então.

Graças à isso, o Soul deve concorrer com uma eclética lista de modelos que inclui o EcoSport, seu mais próximo adversário, o CrossFox, Sandero Stepway, Idea Adventure e os familiares Livina, Fit e Doblò.

O Soul começa a chegas às 120 concessionárias da Kia nos próximos dias. Volte a esta matéria mais tarde para conferir a avaliação do modelo.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/