Chuva, seca e falta de estoque fizeram com que o preço do etanol subisse até 40%. Depois da alta absurda, que obrigou donos de carros flex migrarem para a gasolina, o valor do combustível deverá sofrer queda, segundo projeções da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

A nova safra de cana-de-açúcar é a esperança para que o preço do etanol caia. Segundo a entidade, em março o etanol chegou a custar 78,1% do valor da gasolina, tornando-o desvantajoso. Ainda hoje, é possível encontrar postos vendendo o litro do álcool a R$ 2,20, enquanto o litro da gasolina sai por R$ 2,60, no mesmo estabelecimento.

Rodrigo Mora

|