Observando os números gerais de vendas deste ano, é possível constatar que o HR-V, da Honda, é o SUV compacto mais vendido, seguido pelo Jeep Renegade e, um pouco atrás, o Hyundai Creta. Mas olhando de perto os emplacamentos por estado chega-se à conclusão que o brasileiro vê de forma diferente esse mercado, o mais aquecido atualmente.

A começar pelo próprio HR-V é possível ver que o modelo da Honda é líder em apenas 11 dos 27 estados (incluindo aí o Distrito Federal). Seu desempenho superior em vendas é explicado pela preferência de paulistas e fluminenses, onde é lidera com folga. Somente no eixo Rio-São Paulo, o HR-V teve mais da metade das suas vendas em 2017 – dados computados até o dia 12 de setembro.

Seu rival “asiático”, o Creta, por outro lado, surpreende por ter uma procura mais homogênea pelo país. No Nordeste, aliás, o Hyundai é o SUV compacto mais vendido com ampla margem em relação ao HR-V. Já no Espírito Santo, o desempenho é tão superior que causa espanto – é onde o modelo tem a melhor participação de mercado, com quase 28% das vendas.

Pratas da casa

Ao passar a lupa pelos estados também é possível ver que alguns modelos desse segmento contam com uma “ajuda caseira”. As vendas nos estados onde estão fábricas ou sede dessas montadoras coincidentemente fazem com que eles tenham muitos emplacamentos.

O Renegade, por exemplo, vende de forma razoável em Pernambuco, onde é fabricado. Em compensação, é um “fenômeno” em Minas Gerais, sede da FCA, holding que controla a Jeep. Nada menos que 25% das unidades emplacadas no Brasil é vendida nesse estado, volume que só perde para o de São Paulo. É mais que o dobro da participação de Minas nas vendas gerais de SUVs pequenos no país.

O veterano EcoSport é outro que se sobressai em sua terra natal, a Bahia. É onde ele tem sua melhor participação de mercado com 19% das vendas da categoria. Mas é o novo Captur, da Renault, que mais evidencia essa “forcinha” local nos emplacamentos. De cada 10 unidades vendidas este ano três foram emplacadas no Paraná, onde o SUV é produzido.

Mas, afinal, o que isso pode significar? Várias coisas. Há, sim, um componente “caseiro” em alguns modelos, evidenciando um certo orgulho ou apoio a uma marca instalada em seu estado – gerando empregos e impostos -, mas é provável que boa parte dessas vendas esteja associada à frotistas e locadoras, sem falar no “rapel”, uma prática pouco admitida que implica em emplacar o veículo mesmo sem tê-lo vendido – o modelo é repassado para a concessionária com algum desconto para ser comercializado como usado.

Apesar disso, as vendas de utilitários esportivos compactos segue em alta: este ano já somam mais de 170 mil unidades contra 190 mil em 2016 inteiro. Veja a seguir a análise por região do Brasil.

Centro-Oeste

É onde o Honda HR-V mais demonstra sua preferência. O modelo lidera em dois estados e também no Distrito Federal. O Creta é o segundo colocado, estando à frente do HR-V no Mato Grosso. Por falar na capital federal, é nela onde estão os maiores fãs de SUVs compactos. Foram vendidos dois veículos do tipo a cada mil habitantes em 2017, mais do que o dobro do Rio de Janeiro, por exemplo.

A região, no entanto, responde por apenas 9% dos emplacamentos desse segmento.

Nordeste

Os SUVs pequenos fazem sucesso no Nordeste onde o Creta, como dissemos, sobra. Foram mais de 4,5 mil vendas até o começo de setembro, volume bem maior que o HR-V (3.510), Renegade (3.412) e EcoSport (3.217). O SUV da Hyundai é o mais vendido em seis dos nove estados – a exceção é Alagoas (Kicks), Paraíba (HR-V) e Sergipe (EcoSport).

No Nordeste, estão os maiores fãs do novo Suzuki Vitara. Os potiguares representam a melhor participação do modelo importado, com 2,3% das vendas do segmento.

Norte

O mercado de SUVs no Norte é diminuto: apenas 3% das vendas são realizadas nele, 40% delas apenas no Pará, o maior mercado da região. Novamente, o HR-V se destaca com 23% dos emplacamentos. O Creta esta perto dele, com 19,5% das vendas.
Curiosamente é no Amapá que o Nissan Kicks tem sua melhor participação no país, com 19% do mercado – o Renegade é o mais vendido no estado.

Sudeste

Nada menos que 55% dos jipinhos são vendidos no Sudeste. Apenas São Paulo, o maior mercado do país, emplacou 55 mil SUVs pequenos até o começo deste mês. Como adiantamos, o HR-V manda nos dois estados mais ricos do Brasil, com 23,6% das vendas em São Paulo e 22,4% no Rio de Janeiro.

Graças ao inusitado desempenho em vendas em Minas Gerais, o Renegade é o vice-líder, mas no Rio e em São Paulo fica atrás do Creta. Aliás, no Rio de Janeiro o Peugeot 2008 tem sua melhor participação com 9,7% 0 bem melhor que sua média nacional, de apenas 4,3%.

Sul

A região Sul gosta de SUVs compactos, mas não é assim tão fã do HR-V. É verdade que lidera na soma dos três estados, porém, o EcoSport é o favorito no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina enquanto o Captur sobra no Paraná.

Por falar nos catarinenses, eles só ficam atrás dos brasilienses na preferência pelos SUVs. Mesmo tendo dois terços da população do Paraná e do Rio Grande do Sul, Santa Catarina tem vendas quase tão grandes quanto eles: até aqui foram 9,8 mil emplacamentos.

 
 
Suzuki S-Cross 2017
 
Suzuki S-Cross 2017
Suzuki S-Cross 2017
Suzuki Vitara 2017
 
Suzuki Vitara 2017
Suzuki Vitara 2017
Jeep Renegade 2017
 
Jeep Renegade 2017
Jeep Renegade 2017
Chevrolet Tracker 2017
 
Chevrolet Tracker 2017
Chevrolet Tracker 2017
Hyundai Creta 2017
 
Hyundai Creta 2017
Hyundai Creta 2017
JAC T5 2017
 
JAC T5 2017
JAC T5 2017
Honda WR-V 2018
 
Honda WR-V 2018
Honda WR-V 2018
Renault Duster 2017
 
Renault Duster 2017
Renault Duster 2017
Honda HR-V 2017
 
Honda HR-V 2017
Honda HR-V 2017
Renault Captur 2018
 
Renault Captur 2018
Renault Captur 2018
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Nissan Kicks 2018
 
Nissan Kicks 2018
Nissan Kicks 2018
Peugeot 2008 2017
 
Peugeot 2008 2017
Peugeot 2008 2017
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |