Se a Fiat, assim como as demais marcas tradicionais no Brasil, lamenta a queda nas vendas de carros em 2015, um braço do grupo ítalo-americano não tem do que reclamar. A Jeep já é 9ª em emplacamentos mensais no país.

A razão é o Renegade. O SUV compacto, um dos primeiros veículos projetados após a criação da FCA (Fiat Chrysler Automobiles, holding que controla as marcas das duas fabricantes), passou a ser fabricado no Brasil numa nova unidade construída em Goiana, Pernambuco.

O modelo, que disputa mercado com o EcoSport e o Renegade, é o único a oferecer motor turbodiesel nesse segmento e hoje conta com mais de 20% das vendas nessa configuração.

Com o Renegade, a Jeep saiu de 300 unidades emplacadas no início do ano para quase 6 mil carros em setembro, mais de 95% do modelo nacional.

Na prática, isso significa vender mais carros que a Nissan, marca japonesa que também tem fábrica no Brasil, mas que atua sobretudo num segmento de entrada, onde a crise e a o financiamento caro afetam pesadamente o consumidor.

À frente das alemãs

No acumulado de 2015, a Jeep ultrapassou figurões como Audi, Mercedes-Benz e BMW e no mês passado fez a Peugeot cair para o 13º lugar no ranking e deve fazer o mesmo com outra marca francesa, a Citroën, no mês que vem.

Ou seja, a Jeep hoje é a marca premium mais comercializada do país. Há de se considerar que nenhuma concorrente de luxo vende modelos por menos de R$ 80 mil como a Jeep, mas o fato não deixa de ser raro.

Jeep no ranking
Divulgação

Jeep tem subida meteórica em ano ruim para o mercado de automóveis

Mais modelos nacionais

A disparada da Jeep não deve ficar apenas nisso. Sabe-se que a FCA planeja outro Jeep nacional, mais uma vez um SUV, mas com porte para levar 7 passageiros. Ele será o sucessor do apagado Compass, modelo que está logo abaixo do conhecido Cherokee.

Com ele no mercado dentro de um ano, a Jeep será um alvo difícil de ser atingido pelas demais marcas.

Confira os dados completos em nossa página especial:

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |