Até que a Ford demorou para lançar a linha 2010 do Ka, seu veículo mais vendido no Brasil. Enquanto Fiat, Volkswagen e Chevrolet já oferecem o Palio, Gol e Celta como modelos do ano que vem, a Ford ainda vendia o Ka 2009.

Agora foi a vez do compacto de 2 portas ganhar algumas melhorias na linha. Sem mudanças visuais, a Ford investiu num pacote mais atrativo de equipamentos. O carrinho já trazia de série itens importantes como vidros elétricos, alarme, controle remoto de fechamento e travamento das portas a 15 km/h.

Agora a versão entrada com motor 1.0 vem também com conta-giros, retrovisores com ajuste interno e mais espelho e luz de cortesia, além de outros detalhes menos importantes. Com esse padrão, o carro tem preço sugerido de R$ 25 150.

Já a versão 1.6 passa a custar R$ 30 450 e vem equipada com direção hidráulica. O modelo tem duas versões de acabamento, Fly e Pulse, com diferença de R$ 600 – na primeira, basicamente são incluídos aquecedor, lavador, limpador e desembaçador traseiro além de preparação para som. Já o Pulse traz acabamento mais caprichado e rodas aro 14, entre outros.

Dois novos tons de cores se juntam aos tradicionais branco, preto, vermelho e prata. São o Azul Noronha e o Verde Laguna, com acabamento metálico.

Confira abaixo os kits disponíveis para o Ka 2010:

Kit Somma: com ar condicionado - por R$ 2.600;
Kit Neo: com versão Fly (aquecedor, luz elevada de freio, lavador, limpador e desembaçador traseiro, preparação para som nas portas) e vidros elétricos - por R$ 1.200.
Kit Prestige: com versão Fly, mais vidros elétricos e direção hidráulica - por R$ 2.800.
Kit Class: na versão Fly mais vidros elétricos, direção hidráulica e ar condicionado - por R$ 4.900.
Kit Performer: rodas de liga leve 14" - por R$ 800;
Kit Segurança: airbag duplo - por R$ 1.200;
Kit Tecno: som My Connection mais calotas e painel de instrumentos exclusivos - por R$ 1.200.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |