Neste momento de crise, muitas marcas buscam a união e começam a trabalhar juntas para melhorar suas situações. Isso, entretanto, não acontece com as coreanas Kia e Hyundai no Brasil. A primeira registrou, no Conar (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária), queixa contra a Caoa, importadora e distribuidora da montadora rival.

De acordo com a Kia, o anúncio intitulado “Tucson Imbatível” seria irregular, já que, nele, ao listar seus principais concorrentes, deixa de mencionar o Sportage, “montado sobre a mesma plataforma do Hyundai Tucson, induzindo o leitor e o consumidor a equívocos mercadológicos”, como explica a própria companhia coreana.

O subtítulo do anúncio atribui ao Tucson “1º lugar em vendas de SUV Premium em 2008” (fonte: Fenabrave - Emplacamentos - janeiro a dezembro de 2008) e, na sequência, a lista dos oito primeiros, sem mencionar quantidades e o seu principal concorrente, o Kia Sportage (que, na realidade, é o 6°).

“A concorrente utiliza-se de má fé ao excluir o modelo. Atuamos em um país de livre concorrência, mas o que não dá para admitir é desonestidade comercial. A partir de agora, porém, vamos acionar os fóruns competentes sempre que necessário”, denuncia a marca.

Redação

|