A chegada da nova geração do Kia Sportage no Brasil nos deixou com uma bela dúvida no ar: tendo configurações tão recheadas de equipamentos e motores mais avançado, por quê os importadores decidiram optar por um conjunto um tanto quanto conservador? Basta notar que até o motor 2.0 16V flex da geração anterior foi mantido.

Estratégias à parte, quem saberá se aproveitar dessa lacuna deixada pela Kia por aqui será a Hyundai. Apesar de serem a mesma empresa lá fora, aqui ambas são representadas por grupos empresariais completamente distintos e a CAOA pretende utilizar todas as armas que conseguir para se destacar no segmento.

A empresa brasileira vai aproveitar o Salão de São Paulo para iniciar as vendas do New Tucson por aqui, praticamente o irmão do Kia Sportage recém-lançado em nosso país. Dessa forma seremos um raro (talvez o único) em que as três gerações do SUV de médio irão coexistir, no caso o Tucson e o ix35, ambos fabricados aqui, e o New Tucson.

E a estratégia da Hyundai deverá mexer com a cabeça de muitos fãs do segmento. Se o preço do New Tucson por aqui ficar próximo do Sportage EX, portanto na casa de R$ 135.000 a R$ 140.000, a coisa começa a ficar ainda mais interessante. Até mesmo para descolar o New Tucson dos demais SUVs de entrada, o modelo terá um pacote de tecnologia e eficiência bem apurado. Começando pelo motor, o New Tucson terá sob o capô um dos motores mais eficientes do grupo Hyundai-Kia, no caso o 1.6 com turbo e injeção direta.

Ele entrega 176 cv e 27 kgfm de torque, números que devem conferir ótimo desempenho mesmo a um SUV grandinho como ele. Associado ao câmbio com dupla embreagem de 7 marchas, o New Tucson promete não ficar devendo no (baixo) consumo de combustível. Além disso, por aqui ele também chegará com tração integral, um atributo que pode não surtir como um argumento de compra definitivo para os clientes da categoria, mas sem dúvida é um diferencial que pode ser valorizado até mesmo do ponto de vista da segurança ativa.

Segundo a Hyundai, com esse conjunto mecânico o New Tucson acelera de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e consegue alcançar parciais de 10,9 km/l na cidade e 15,4 km/l na estrada com gasolina – combustível que deverá permanecer como a única opção por aqui também – de acordo com o ciclo padrão europeu.

Por dentro do New Tucson podemos esperar o mesmo excelente espaço para 5 adultos que o ix35 entrega porém com o painel e demais elementos atualizados no design. Isso sem falar na inclusão de uma central multimídia bem completa como é de esperar de um carro acima dos R$ 100 mil. Assim como o Sportage, o New Tucson também conta com ajuste do modo de condução e acrescenta mais itens de conveniência como o freio de estacionamento e tampa do porta-malas com acionamento elétrico.

 
 
Hyundai New Tucson 2017
 
Hyundai New Tucson 2017
Hyundai New Tucson 2017
Hyundai New Tucson 2017
 
Hyundai New Tucson 2017
Hyundai New Tucson 2017
Hyundai New Tucson 2017
 
Hyundai New Tucson 2017
Hyundai New Tucson 2017
Volkswagen Tiguan 2017
 
Volkswagen Tiguan 2017
Volkswagen Tiguan 2017
Volkswagen Tiguan 2017
 
Volkswagen Tiguan 2017
Volkswagen Tiguan 2017
Volkswagen Tiguan 2017
 
Volkswagen Tiguan 2017
Volkswagen Tiguan 2017
 
 

Novo Tiguan

Um pouco depois do Hyundai New Tucson, a Volkswagen deverá iniciar as vendas da aguardada nova geração do Tiguan por aqui, algo que deverá ocorrer por volta do fim do primeiro semestre de 2017. Maior, mais espaçoso e mantendo no catálogo a geração mais recente do motor 2.0 turbo da marca, se o Tiguan seguir com a ótima dinâmica da geração atual ele tem tudo para vender muito mais do que a média de 110 unidades/mês que está registrando neste ano.

Com um interior considerado austero demais em especial pelo público norte-americano, a Volkswagen tratou de conferir um pouco mais de refinamento ao habitáculo do modelo, uma benesse bem interessante do novo projeto. Agora fabricado no México, o Tiguan poderá ser beneficiado com a cota de importação mais favorável em termos tributários, o que poderá resultar em um preço mais camarada. Considerando a evolução natural do modelo e o atual cenário econômico do país, é bem possível que a nova geração do Tiguan chegue por aqui custando quase o mesmo que o New Tucson.

A nova carroceria do Tiguan também segue os mesmos preceitos técnicos do New Tucson e ficou maior, mais larga e mais baixa para acomodar melhor os passageiros, levar mais carga no porta-malas e aprimorar a aerodinâmica.

Além de trazer toda a melhoria no que diz respeito a conectividade, o novo Tiguan ainda tem recursos bem interessante, como o “capô ativo”, um dispositivo pirotécnico que é capaz de elevar a peça em caso de atropelamento para diminuir os danos ao pedestre. Outros recursos como o head-up display também fazem parte do pacote do novo Tiguan.

Logo, como você conferiu aqui, se você pretende adquirir um Honda CR-V, um Toyota RAV4 ou até mesmo um Audi Q3 nacional, vale a pena esperar mais alguns meses. Tanto o Hyundai New Tucson quanto a nova geração do Volkswagen Tiguan serão opções muito interessante no segmento dos SUVs médios.

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |