Para bater de frente com o novo Honda Civic, confirmado para 2016, a segunda geração do Chevrolet Cruze deverá chegar no mercado nacional também em meados do ano que vem. No entanto, ao contrário do atual, fabricado em São Caetano do Sul (SP), a nova versão será importada da Argentina, mais precisamente na unidade fabril de Alvear, que atualmente é responsável pela montagem dos compactos Agile e Classic.

Segundo o Smata (Sindicato de Mecánicos y Afines del Transporte Automotor), que representa os operários da General Motors Argentina, os 2.350 operários da planta “hermana” entraram em recesso até fevereiro para permitir a  adaptação da linha de montagem a fim de receber o novo Cruze. Após isso, a empresa dará início na produção do modelo.

O novo Chevrolet é fruto do “Projeto Fénix”, com investimento de US$ 750 milhões (o equivalente a R$ 2,88 bilhões). De início, o sedã será equipado com motor importado, mas a partir de 2017 a marca vai produzir em Santa Fe uma nova linha de propulsores para o veículo, com bloco de alumínio, turbo e injeção direta de combustível.

A motorização do novo Cruze vai incluir o 1.4 litro Ecotec turbo, que por aqui será flex, com aproximadamente 150 cavalos de potência e 25 kgfm de torque, com transmissão manual ou automatizada, esta de sete velocidades e dupla embreagem. 

 
 
Novo Chevrolet Cruze: mudança total no carro mais vendido da marca no mundo Novo Chevrolet Cruze: mudança total no carro mais vendido da marca no mundo
Versão global é diferente da lançada na China Versão global é diferente da lançada na China
Painel está mais envolvente e bem acabado Painel está mais envolvente e bem acabado
Novo Cruze começa a ser vendidos nos EUA no começo de 2016 Novo Cruze começa a ser vendidos nos EUA no começo de 2016
Visual segue nova identidade da Chevrolet Visual segue nova identidade da Chevrolet
Novo Cruze manteve a grade dividida, marca da Chevrolet Novo Cruze manteve a grade dividida, marca da Chevrolet
A traseira do novo Cruze A traseira do novo Cruze
Frente tem vários elementos esportivos Frente tem vários elementos esportivos
 
 

Modelo global

O primeiro Cruze nasceu em 2008 com a proposta de ser um carro global da Chevrolet. Ele foi desenvolvido na Coreia do Sul pela antiga Daewoo, hoje uma divisão da GM, e usava uma plataforma simplificada do Astra europeu. A ideia deu tão certo que hoje o modelo é o Chevrolet mais vendido no mundo. A nova geração foi mostrada em primeira mão em junho deste ano. Ele é mais elegante, bem acabado e espaçoso que a atual geração. Também adota o sistema MyLink 2, que espelha iPhones e smartphones com sistema Android.

Redação

Redação |