Agora sim, o novo Sorento pode ser apreciado em sua totalidade – fotos do modelo haviam vazado, mas deixaram dúvidas em alguns ângulos. O utilitário esportivo, ou melhor, o crossover ficou mais urbano: agora utiliza uma carroceria monobloco ao contrário da geração anterior, o que significa mais conforto, rigidez, porém, uma capacidade off-road um pouco mais limitada.

Depois de muito vaguear em busca de uma identidade visual, a Kia agora tenta criar um DNA. O Sorento, por exemplo, lembra bastante o novo Cerato, sedã médio que está desembarcando no Brasil. Tem faróis estreitos que encaixam na grade cromada. No geral, nos lembrou muito o Outlander, da Mitsubishi. Em outras palavras, um veículo de linhas elegantes, mas sem exageros.

A nova vocação para a cidade pode ser notada também na altura do solo. O novo Sorento é 5,4 cm mais baixo que seu antecessor nesse sentido. Além disso, leva sete pessoas, vem com diversos equipamentos de auxílio ao motorista, como controle de tração, EBD, redutor de velocidade em descidas e até câmera de vídeo traseira para auxiliar no estacionamento.

São três motores disponíveis na maior parte dos mercados em que é vendido: um diesel 2.2 com 197 cv, e dois motores a gasolina – 2.4 de 174 cv e 3.5, de 277 cv. As transmissões são manual e automática de seis e cinco marchas, respectivamente.

O novo Sorento começará a ser vendido este ano na Coreia do Sul, o que faz crer que sua estreia no Brasil possa ocorrer durante 2010.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |