Durante o Salão do Automóvel, a Volkswagen encheu os olhos de muitos visitantes com uma gama de veículos importados como o conversível EOS, o Passat CC e o jipinho Tiguan. A boa nova é que os dois primeiros já estão à venda no país.

O EOS até preço já tinha no site da marca, mas o cupê de 4 portas era um mistério. Apesar da denominação Passat, o modelo CC é um carro de formas e proposta diferentes. O formato é de cupê – conhecido pela traseira “caída” -, mas as 4 portas são características de um sedã. Ou seja, é um modelo com um pé no caráter executivo e outro pé no esportivo.

Tanto assim que o carro só tem quatro lugares em vez de costumeiros cinco. A versão que passa a ser vendida no Brasil traz motor V6 3.6 FSI, que desenvolve 300 cv de potência e 35,6 kgfm de torque. Com isso ele é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos e atingir 250 km/h de velocidade máxima, que seria maior não fosse a limitação eletrônica.

Sem concorrentes

A maior vantagem do Passat CC será a ausência de concorrentes no seu segmento. O único veículo com características semelhantes é o CLS, da Mercedes-Benz, mas que custa muito mais – a partir de R$ 310 000. O Volkswagen terá preço de R$ 174 290.

Em outras palavras, é um carro para ver e ser visto nas ruas, não importando que existam sedãs V6 custando bem menos, aqui o que vale é o diferencial.

Tiguan à vista

Mais acessível e baseado na plataforma do Golf, o crossover Tiguan é o próximo importado a desembarcar. Ele deve enfrentar concorrentes como o Tucson e até o Captiva, embora seja um pouco menor. A Volkswagen quer compensar com mais tecnologia e desempenho. A previsão é que o Tiguan seja lançado em abril.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/