Era quase certo que o novo SLK faria sua estreia durante o Salão de Paris. Mas o lançamento oficial da próxima geração do roadster ficará para o Salão de Genebra, em março. Enquanto isso, a Mercedes-Benz adere à enfadonha estratégia dos teasers.

O primeiro deles revela o teto. Opcional batizado de Magic Sky Control, substitui a cortina na função de proteger o interior da luz do sol – seu funcionamento se assemelha ao dos retrovisores eletrocrômicos, e é ativado pelo motorista no console.

Estima-se que o novo SLK ganhe novos motores, mais eficientes. Na versão AMG, o conversível deve ter sob o capô um 3.5 litros V6 biturbo, de 476 cv. No Brasil, o SLK é comercializado nas versões 200 K, com bloco 1.8 litro de 163 cv, e 200 K Sport, com o mesmo propulsor, mas temperado para gerar 184 cv. A primeira custa R$ 210.676, enquanto a segunda sai por R$ 218.300. A variante AMG, de 360 cv, é vendida apenas sob encomenda.

Rodrigo Mora

|