A necessidade de robustez para percorrer regiões com péssimo pavimento, o uso para o transporte de carga e até mesmo para quem gosta do estilo e o status proporcionado pelos modelos de médio porte, as picapes estão ganhando cada vez mais espaço no mercado. A chegada de modelos como a Renault Duster Oroch, que inaugurou o segmento, assim como a bem-aceita Fiat Toro, também estão contribuindo para este movimento.

A JATO Dynamics do Brasil divulgou uma interessante pesquisa onde analisa a evolução na venda das picapes ao longo do primeiro trimestre deste ano levando em conta todos os modelos oferecidos na categoria. Segundo a empresa, só na região Centro-Oeste foi registrado um aumento de 67% nas vendas, sendo que ela é responsável por 13,67% do mercado interno para a categoria.

O crescimento foi menor, de 45,55%, porém é na região Sudeste onde se encontra a maior parte do mercado para as picapes, com uma participação de 38%. Na região Sudeste foram emplacadas 20.682 unidades no primeiro trimestre deste ano, seguida pela região Sul com 11.186 e a Nordeste com 10.405. A região Centro-Oeste somou 7.458 emplacamentos seguida pela região Norte com 4.802. 

Apesar do cenário melhor para as picapes, a JATO destaca que em relação a 2015 as vendas registram uma forte queda. Nos três primeiros meses de 2015 anterior foram emplacadas 87.497 unidades, número 37,67% superior às 54.533 unidades do mesmo período neste ano.

Mais novidades no segmento

Não é só no Brasil que as picapes voltaram a ganhar mais relevância. Até mesmo a Mercedes-Benz aposta em um crescimento relevante para as picapes de médio porte e vai entrar na categoria. Sabe-se que ela será desenvolvida em conjunto com a Renault-Nissan e deverá estrear entre o fim de 2018 e começo de 2019. O nome, ao que tudo indica, será GLT, embora alguns rumores dão conta de que a Mercedes-Benz poderá criar uma eventual “Classe X”.

A “irmã” da picape média da Mercedes-Benz será a Renault Alaskan e ambas serão produzidas na Argentina. A Alaskan estreará bem antes da picape da Mercedes e já deveremos vê-la rodando por aqui a partir do próximo ano. Seguramente a categoria das picapes média, que atualmente é liderada com folga pela Toyota Hilux, deverá ficar bem aquecida.

Já no andar de baixo, hoje representado pela Fiat Toro e a Renault Duster Oroch, uma estreia importante está prevista para daqui a dois ou três anos. A Hyundai pretende entrar no segmento das picapes compactas-médias com a Santa Cruz, revelada no Salão de Detroit em 2015. Bem aceito pelo público na principal mostra norte-americana, o modelo deverá ser uma boa aposta da marca e, sabendo do sucesso da Toro por aqui, dificilmente o Brasil ficaria de fora do radar para a Santa Cruz.

 
 
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
 
Toyota Hilux 2016
Toyota Hilux 2016
Hyundai Santa Cruz 2015
 
Hyundai Santa Cruz 2015
Hyundai Santa Cruz 2015
Hyundai Santa Cruz 2015
 
Hyundai Santa Cruz 2015
Hyundai Santa Cruz 2015
Renault Alaskan 2016
 
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
 
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
 
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
 
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |