A linha 911 é composta por 17 modelos. Para qualquer ser humano normal, os 345 cv do Carrera, o modelo de “entrada” da gama, seriam mais do que suficientes. Mas se for pouco, o cliente da marca tem ainda o 911 GT3 RS, de 450 cv, o 911 Turbo, de 500 cv e o 911 Turbo S, com seus 530 cv. Ainda é pouco? Então o novo GT2 RS, certamente, vai satisfazer qualquer alucinado por potência. Com motor 3.6 litros biturbo, de 620 cv, trata-se do Porsche de rua mais potente e rápido já construído.

Os 60 cv a mais de potência em relação ao antigo GT2 foram conseguidos graças, principalmente, à nova pressão do turbo, que passou de 1,4 para 1,6 bar. Segundo a Porsche, o novo modelo chega aos 100 km/h em 3,5 segundos, aos 200 km/h em 9,8 segundos e, acredite, rompe a barreira dos 300 km/h em 28,9 segundos. E alguns segundos depois, chega-se à velocidade máxima de 330 km/h. Esse desempenho não vem apenas do motor: a fabricante usou fibra de carbono na construção do GT2 RS, que o fez emagrecer 70 kg, pesando agora 1.370 kg. A transmissão usada no modelo é manual, de seis velocidades. Mesmo sendo tão forte, o GT2 RS, de acordo com a Porsche, alcança a média de 8,9 km/l de consumo de combustível.

O GT2 RS é calçado em pneus 245/35 na frente e 325/30 atrás, sempre de 19 polegadas. Seu aerofólio é maior, aumentando sua pressão aerodinâmica, assim como as entradas de ar. O interior se destaca pelo revestimento combinando preto e vermelho, além do uso de fibra de carbono e couro Alcântara. Limitado a 500 unidades, o GT2 RS chega à Europa em setembro por € 237.578. Em seguida, aparece nos EUA, por US$ 245.000.

Rodrigo Mora

|